linkaki

Investigação sobre conta mantida para Lula e Dilma por Joesley Batista no exterior está parada há nove meses



Uma investigação relativa à suspeita do repasse de US$ 80 milhões do empresário Joesly Batista para os ex-presidentes Lula e Dilma por meio de conta secreta no exterior mantida pelo dono do grupo JBS está parada há nove meses.

Segundo a revista Época, "Em julho do ano passado, o juiz Marcus Vinícius Bastos, da 12ª Vara Federal de Brasília, submeteu à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma dúvida sobre qual órgão do Judiciário deve conduzir a investigação relativa à conta confirmada por Joesley Batista em se acordo de delação. Segundo o empresário, ele chegou a alertar o ex-presidente Lula que a parte do petista estava sendo desviada para a campanha de Dilma em 2014.

A publicação informa que "O caso fora distribuído à 12ª Vara, mas o procurador Ivan Cláudio Marx entendeu que deveria ser enviado à 10ª Vara, onde tramitam investigações relacionadas ao J&F. O juiz Marcus Vinícius Bastos, da 12ª Vara, discordou e levou o caso à PGR, para que a 5ª Câmara de Coordenação e Revisão (CCR) se manifestasse sobre a divergência. A 5ª CCR analisou o caso na semana passada e concluiu que não cabe a ela dirimir a dúvida". A investigação sobre a propina de cerca de US$ 80 milhões de Josely para Lula e Dilma continua parada.

Joesley Batista embolsou bilhões do dinheiro do contribuinte durante os governos Lula e Dilma. Todos no STF estão cansados de saber em detalhes como funcionava a organização criminosa, mas curiosamente, todos os envolvidos continuam soltos. 

Informe seu Email para receber notícias :