linkaki

Bendine belisca Lula, Dilma e o PT e diz que dia em que a caixa-preta do BB for aberta, terá que ser construído um presídio só para fraudadores



O ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras nos governos dos ex-presidentes Lula e Dilma, Aldemir Bendine, está preso em Curitiba e foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a uma pena de 11 anos de prisão por esquemas de corrupção na Petrobras.

Este já seria motivo de preocupação suficiente para os ex-presidentes petistas, mas a expectativa no PT era a de que as bombas começassem a estourar bem mais à frente. Ledo engano. Bendine nem deu início à qualquer negociação envolvendo um acordo de delação premiada e já começou a das com as línguas nos dentes.

Ao integrantes da Força-tarefa da Lava Jato, Policiais Federais, Bendine afirmou que no dia em que a caixa-preta do BB for aberta terá que ser construído um presídio só para o pessoal envolvido nestas fraudes.

O homem que esteve à frente do Banco do Brasil durante os governos Lula e Dilma está disposto a iniciar logo o jogo mostrando as cartas que tem na manga para obter um acordo de delação, para pesadelo dos petistas. Segundo a coluna do jornalista Lauro Jardim, no O GLOBO, o esquema de corrupção no Banco do Brasil começou antes mesmo de sua indicação para a Presidência do banco. O ex-executivo tem "descrito esquemas de liberação de empréstimos a empresas que devolviam 1% a 2% do valor recebido a quatro intermediários. Este percentual era dividido entre Bendine e o seu grupo, o PT e partidos aliados", informa a coluna de Lauro Jardim.

Informe seu Email para receber notícias :