linkaki

Após ovadas, Gleisi Hoffmann diz que fará denúncia internacional contra milícias organizadas



A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, ficou indignada ao se tornar alvo de manifestantes que jogaram ovos em sua direção este domingo (25), na cidade de São Miguel do Oeste, em Santa Catarina. A senadora escapou de ser atingida por ovadas provenientes de um morador de um prédio
próximo ao palco onde ela e o ex-presidente Lula se preparavam para discursar.

Lula, que também quase foi atingido, ficou visivelmente nervoso  pediu a Polícia Militar que controlasse a situação e se responsabilizasse em “pegar esse canalha e dar o corretivo nele que ele precisa ter para não tacar ovo nas pessoas”, sugeriu o petista revoltado.

Pouco antes de Lula subir no palco, ovos também estavam sendo lançados em direção a Gleisi Hoffmann. “Esse cidadão está esperando que a gente fique nervoso, suba lá e dê uma surra nele. A gente não vai fazer isso”, continuou. “Esse cara ou é um débil mental ou não tem o menor apreço por qualquer ser humano, porque esse canalha deveria saber que tem crianças aqui”, disse ele, ainda consternado com a situação. A PM informou que não conseguiu localizar de qual andar
estava sendo jogado os ovos. Mais cedo, a comitiva de Lula também foi alvo de uma chuva de ovos podres durante passagem pelas cidades de São Miguel do Oeste (SC), Pato Branco, Francisco Beltrão, no Paraná.

Indignada com a situação, a senadora Gleisi Hoffmann decidiu denunciar as donas de casa que jogaram ovos nela e no ex-presidente Lula: "Estamos fazendo uma denúncia internacional sobre a existência de milícias organizadas no Brasil, que se mostraram agora de forma clara no sul do país e que teêm a clara intenção, não de fazer o embate, a disputa política, mas de impedir que o presidente Lula, que o PT, que as forças populares possam ter trânsito, falar com a população, inclusive ameaçando a integridade física de militantes e dos próprios ex-presidentes", disse a petista a Leonardo Fernandes, do Brasil de Fato

Informe seu Email para receber notícias :