linkaki

Após defender luta armada, Gleisi Hoffmann aciona ministério da Defesa para impedir protestos contra Lula e chama rojão de bomba



O ex-presidente Lula recomendou que seus subordinados acionassem os Ministérios da Defesa, da Justiça e da Segurança Pública, após ter enfrentado dois dias de hostilidades durante sua passagem pelo Rio Grande do Sul. Assustado, Lula exigiu uma série de medidas adicionais de segurança.

A senadora Gleisi Hoffmann e outros petistas que chegaram a defender a luta armada durante o julgamento de Lula, procuraram o ministro da Segurança, Raul Jungmann, o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (MDB), a PRF (Polícia Rodoviária Federal) e a Secretaria de Segurança do Estado para pedir reforço na segurança na caravana do ex-presidente. Na noite desta terça=feira, 20, o site do PT divulgou fotos de rojões comerciais apreendidos na caminhonete de um manifestante contrário à visita de Lula na região.

A polícia enviou reforços. A caravana de Lula chegou a ser escoltada por dezenas de carros da polícia e acompanhada por um helicóptero.  O petista dará uma visita ao mausoléu de Getúlio Vargas, em São Borja, nesta quarta (21).

Informe seu Email para receber notícias :