linkaki

Ao vivo para o mundo - Ministros do STF agora estão com medo de desgaste ao votar para livrar ou não Lula da cadeia



Como já era de se esperar, os ministros do Supremo Tribunal Federal que estavam assanhadinhos para reexaminar a regra sobre prisão para condenados em segunda instância agora estão com receio de desgastes perante a opinião pública. Todos terão que votar, em rede nacional, o julgamento do habeas corpus no qual o ex-presidente Lula pede para se livrar da prisão.

O petista foi condenado em segunda instância e a conclusão de seu caso no TRF-4 deve ocorrer já na próxima segunda-feira, 26. De acordo com o entendimento em vigor no STF, Lula será preso imediatamente, após a análise de seu embargo no início da próxima semana. Caberá ao juiz Sérgio Moro decretar sua prisão, logo que for notificado sobre a conclusão do caso pelo TRF-4.

No habeas corpus que Lula que será julgado hoje, quinta-feira, 22, o petista pede uma garantia de que não será preso após a conclusão de seu processo no caso do triplex do Guarujá no TRF-4. Os ministros que queriam rever a regra sobre prisão em segunda instância na marra e passaram as últimas semanas importunando a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, para que ela pautasse o caso, agora temem o desgaste, caso votem pela impunidade de Lula.

 Votar genericamente sobre prisões de condenados em segunda instância é uma coisa. Votar no caso caso específico de Lula  é bem mais embaraçoso, apesar de ser a mesma coisa, ao final das contas.  Pelo menos a presidente da Corte, Cármen Lúcia, e os ministros Alexandre de Moraes, Roberto Barroso, Edson Fachin e Luiz Fux estão numa posição mais confortável no jogo de cartas marcadas que é o STF. Os outros..

Informe seu Email para receber notícias :