linkaki

A saudade do condenado. Ninguém mais quer saber de Lula. Ignorado pelo partido, petista sofre com indiferença da militância e dos eleitores



O ex-presidente Lula já foi deixado de lado pelo partido e suas posições recentes sobre o processo eleitoral já estão sendo sutilmente ignoradas pelas lideranças do partido e de setores da esquerda. Após ter seus conselhos ignorados pelo pupilo Guilherme Boulos, que resolveu se lançar candidato à Presidência pelo PSOL, Lula ficou bastante abatido e declarou que não iria criticar o líder do MTST por sua decisão.

Apesar de ter refutado qualquer parceria do PT com com o ex-ministro Ciro Gomes, setores do da legenda que Lula dominava já começaram a entabolar negociações com o pré-candidato do PDT que tem passado os últimos meses detonando Lula de forma mortal em qualquer oportunidade. Há poucos dias, Fernando Haddad teria se encontrado com Ciro para tratar de assuntos não revelados.

Perto de ir para a cadeia, Lula também sente a dor da indiferença da tradicional militância do PT e dos movimentos sociais controlados pelo partido. Não há qualquer sinal de que haverá algum movimento consistente em repúdio à sua prisão, exceto a promessa do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, de criar um cordão de isolamento no prédio do petista, que fica bem perto da sede em São Bernardo.

A queda na intenção de votos e a indiferença daqueles que afirma que ainda votariam no condenado é outro sinas de que o reinado de Lula acabou. Embora muitos não admitam, a quase totalidade dos brasileiros acredita que Lula cometeu crimes além da medida. Ninguém se torna réu em sete ações penais que apontam para vínculos tão fortes com os processos. Praticamente ninguém é tolo de acreditar que Lula é vítima de alguma coisa, exceto de sua própria falta de noção das coisas. Diante desta realidade, pouquíssimas pessoas ainda se arriscariam a tomar as ruas em defesa do petista, exceto aqueles que ainda precisam agradas lideranças partidárias, sindicais e chefes de movimentos sociais para garantir posições subalternas nestas organizações. 

Lula está só e sente saudade dos tempos em que conseguia mobilizar multidões. A caminho da prisão, o petista também foi abandonado por vários membros do Judiciário que julgava dever-lhe alguma cumplicidade. A saudade só alcança aqueles que perderam algo. Nesta reta final de sua vida, Lula perdeu quase tudo que julgava ser dono. 

Informe seu Email para receber notícias :