linkaki

À beira de um ataque de nervos, Gleisi Hofmann pede socorro ao Senado para livrar Lula da prisão



A senadora Gleisi Hoffmann (PR) perdeu completamente o controle e o senso do ridículo ao porpor o Senado apresente uma manifestação oficial ao Supremo Tribunal Federal (STF) para livrar o ex-presidente Lula da cadeia.

A presidente nacional do PT sugeriu que o Senado solicite um novo julgamento sobre a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, o que teoricamente poderia livrar Lula da prisão certa nas próximas semanas. Demonstrando um certo desespero, Gleisi pediu a intervenção do Senado no STF, no sentido de pressionar por uma possível mudança no entendimento em vigor no  Supremo. que prevê que condenados em segunda instância podem iniciar o cumprimento da pena enquanto recorrem à instâncias superiores.

O pelo de Gleisi, que não faz o menor sentido, seria para evitar que Lula seja preso logo após o julgamento dos embargos apresentados pela defesa do petista no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

No discurso, Gleisi solicitou que o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), encaminhe um ofício ao STF pedindo que o caso de Lula seja incluído na pauta do STF, contrariando a determinação da própria presidente da Corte, a ministra Cármen Lúcia. . A petista contou com o aval  de senadores de outros partidos, como Hélio José (PROS-DF) e Armando Monteiro (PTB-PE).

O senador petista Humberto Costa (PE) corroborou a iniciativa de Gleisi e disse que uma manifestação oficial do Senado ao STF poderia ser corroborada por líderes, pela presidência e pela Mesa Diretora. Costa afirmou que uma prisão de Lula poderia agravar a já “abalada situação institucional” e fazer o Brasil entrar em um caminho de “absoluta imprevisibilidade”.

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), jogou um balde de água fria nas pretenções dos petistas e aliados de Lula ao lembrar que o Senado já se manifestou sobre o tema, quando, em novembro do ano passado, a Advocacia-Geral da Casa enviou ao STF um parecer contrário a alteração da Constituição para permitir a prisão antes do trânsito em julgado da sentença.

— O Senado já se manifestou. Não há nova manifestação — avisou Eunício.

Com informações de O GLOBO

Informe seu Email para receber notícias :