linkaki

Temer merece apelido de Vampirão. O maior carrasco da esquerda do de todos os tempos deixou os vermelhos anêmicos na UTI da história



O presidente Michel Temer foi escolhido como vice de Dilma por uma questão de segurança. Lula queria colocar outro comunista como vice da petista, mas o PMDB informou que não arriscaria formar aliança com uma ex-terrorista doida e inexperiente sem a garantia de alguém na retaguarda, caso algo desse errado. Para conseguir o apoio do partido e o tempo na TV, Lula teve que ceder. O problema é que Dilma e Lula violaram parte do combinado e isolaram Temer durante todo o primeiro mandato. Não deixaram o vice interferir no governo e não aceitaram seus conselhos.

Quando veio a eleição de 2014, com Dilma já enforcada por suas próprias lambanças, a relação entre a então presidente e seu vice já estava completamente deteriorada. Lula tentou a sorte de novo e sugeriu trocar Temer por outro nome. A cúpula do então PMDB disse nananinanão. Sem Temer na retaguarda, sem apoio do partido e sem tempo na TV. Lula esperneou, tentou negociar, mas não houve acordo. O petista acabou cedendo, por receio de ficar com menos tempo na TV e diante da possibilidade do PMDB migrar para a candidatura de Aécio Neves.  

Temer cumpriu seu papel de presidente reserva muito bem. Quando percebeu que o país mergulharia na pior recessão da história, não teve qualquer dúvida: está na hora de remover esta gentalha do poder. O atual presidente da República foi o principal articulador dos votos pelo impeachment de Dilma na Câmara e no Senado. Logo que assumiu o governo, ainda na interinidade, Temer começou sua caçada impiedosa contra os vermelhos infiltrados na administração pública e baniu mais de 20 mil ocupantes de cargos comissionados que recebiam salários entre R$ 3.5 mil até R$ 23 mil. Apenas com esta cartada, Temer sangrou o PT em quase 30% de suas receitas. 

Na sequência, o presidente travou repasses do BNDES para empresas amigas do PT,  cortou repasses do dinheiro do contribuinte a movimentos sociais e sindicatos controlados pelo PT, acabou com a farra de artistas petista na Lei Rouanet, se empenhou pessoalmente no fim definitivo do famigerado imposto sindical obrigatório , quebrando 13 mil sindicatos, e destruiu praticamente todas as fontes de financiamento da esquerda. Asfixiados pela falta do dinheiro do contribuinte para financiar suas campanhas, o PT e partidos aliados amargaram a pior derrota da história nas eleições municipais de 2016. O PT elegeu apenas um prefeito de capital em todo o país, em Rio Branco, no Acre. O partido perdeu as eleições para a prefeitura de São Paul logo no primeiro turno e deixou de comandar mais de 400 prefeituras em todo o país. No estado de São Paulo, o partido entrou na eleição com 78 prefeituras e saiu com apenas 7, todas em cidades pequenas e inexpressivas. 

Com isso, a arrecadação do PT caiu em cerca de 86% e o partido perdeu 94% de sua influência sobre eleitores de mais de 400 cidades que governava. Mas Temer não descansou, apesar de ter mandado a esquerda, já totalmente anêmica, para a UTI. Com se não bastasse, Temer cortou mais 80% dos casos de auxílio-doença fraudados no INSS, cancelando mais de 530 mil benefícios por incapacidade. Temer também mandou cancelar mais de 1 milhão de benefícios irregulares pagos a petistas através do Bolsa Família. Sem dinheiro para financiar os organizações criminosas satélites do PT, Lula não conseguiu colocar nem duas Kombis de mortadelas para protestar contra suas condenações.

O governo agora avança sobre a elite de servidores no serviço público federal e na Previdência. Temer quer acabar com regalias e privilégios vergonhosos cedidos pelos governos do PT aos membros do executivo, Legislativo e Judiciário, além de igualar o teto dos rendimento dos servidores aos dos trabalhadores da inciativa privada. Temer sabe que a maioria dos servidores federais são adoradores de Lula e Dilma justamente por terem lhes garantido tantos privilégios e aumentado seus salários em mais de 70% acima da inflação nos últimos anos. 

Desde que assumiu o governo em 2016, Temer já salvou bilhões do dinheiro do contribuinte que iam parar nos bolsos dos subordinados do PT e devolveu aos cofres públicos. Caso consiga aprovar a reforma da Previdência, poupará mais de R$ 500 bilhões do dinheiro do povo, que é quem paga pela vida boa da elite do INSS.  Temer não se intimidou nem com  os abutres da Globo, com os jornalistas maricas e ainda colocou os açougueiros criminosos da JBS na cadeia. Temer partiu para acima ainda dos bolivarianos do Judiciário, do MPF ou está pronto para morder o pescoço da máfia de servidores petistas instalada nas universidades e repartições públicas de todo o país. A ordem é sangrar ainda mais, acabando com altos salários, mordomias e privilégios vergonhosos pagos pelo contribuinte. Temer está enfrentando ninguém menos que a Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil) e a ABM (Associação dos Magistrados Brasileiros). Se devesse alguma coisa na Justiça, já teria se intimidado com as chantagens dessa gente disposta a tudo para assegurar seus altos salários e privilégios. 

Caso consiga mais este grande feito, Temer será o homem mais odiado por milhões de órgãos da esquerda em todo o país. Esta mesma gente que anda quebrando seus teclados nas redes sociais para destilar ódio contra o Temer vai morrer do coração com mais esta derrota. Não é por acaso que todos os esquerdopatas chamam o presidente de Vampirão. Temer simplesmente quebrou as pernas da esquerda e ainda deixou todos anêmicos na UTI.

Enquanto fazia isso tudo, Temer ainda tirou o país da pior recessão de sua história, salvou a Petrobras, acabou com a farra dos donos de grandes fortunas, dos rentistas, especuladores e dos banqueiros com a inflação e os juros altos e recolocou a economia do Brasil nos trilhos. Aprovou reformas importantes e promete revelações de novos escândalos envolvendo membros do judiciário que tramaram com Joesley para derrubá-lo. Não é por acaso que estão todos tentando derrubar o diretor da Polícia Federal, Fernando Segovia. 

Apesar de ser o maior carrasco da esquerda em toda a história, ainda tem pangaré por ai dizendo que vai acabar com a esquerda, caso vença as eleições de 2018. Enquanto os boquirrotos falam que vão fazer, Temer já fez. Chutar cachorro morto é covardia. Depois do adversário no chão, é fácil posar de valente. O fato é que Vampirão já detonou esta raça de vermelhos por completo. Só sobrou a  carcaça. O máximo que podem fazer agora é chorar no carnaval. Chora que a avenida é grande. Gostem ou não, Temer é um ótimo Vampirão.

Informe seu Email para receber notícias :