linkaki

Marcelo Odebrecht sepulta Lula e entrega provas sobre compra de terreno de R$ 12 milhões para o petista



O empresário Marcelo Odebrecht acaba de sepultar o ex-presidente Lula na ação penal em que o petista é acusado de recebimento de vantagens indevidas da empreiteira. Por meio de seus advogados, Marcelo Odebrecht apresentou nesta quarta-feira (21) um total de 21 e-mails trocados entre o empresário e funcionários da empreiteira que, segundo eles, comprovam a negociação envolvendo a compra do terreno no valor de R$ 12 milhões para o Instituto Lula.

Enquanto estava preso, Marcelo não tinha como acessar informações que tinha guardadas em vários locais. As mensagens eletrônicas apresentadas nesta quarta-feira estavam no computador pessoal de do empresário e foram selecionadas depois que ele passou a cumprir pena em casa.

As mensagens comprovam as informações prestadas pelo empresário em seu acordo de delação premiada a respeito da compra, pela Odebrecht, do terreno que abrigaria a sede do Instituto Lula, em São Paulo.

Em um desses e-mails, o ex-executivo da Odebrecht Paulo Melo pede que o setor de propinas do grupo programe três pagamentos e solicita que Marcelo os autorize.

Os mesmos valores aparecem na planilha Italiano, relacionados à linha "prédio IL". De acordo com a Lava Jato, Italiano é uma referência ao ex-ministro Antônio Palocci, que admitiu gerenciar pagamentos ilícitos.

Na ação que investiga a compra do terreno, o juiz Sérgio Moro já ouviu as testemunhas de defesa e de acusação e também todos os réus na ação, incluindo o ex-presidente Lula. Não há data para que o juiz dê a sentença do caso.

Informe seu Email para receber notícias :