José Robalinho, presidente da Associação dos Procuradores da República, vibra com a Paraíso do Tuiuti



Mais um episódio vergonhoso na esteira do ativismo político protagonizado por membros do Judiciário e do Ministério Público Federal contra o Governo, o corte de privilégios como auxilio moradia e a Reforma da Previdência, O presidente da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República), José Robalinho, apelou até mesmo para as manifestações de escolas de samba durante o Carnaval do Rio para criticar o não poupou o governo.

Robalinho afirmou, segundo o Globo, que "a vitória dos enredos mais críticos da Beija-Flor e da Tuiuti, que colocou o "presidente vampiro" na avenida, mostra a "falta de credibilidade do governo e a falta de apoio às suas reformas", seja a trabalhista, seja a da Previdência".

Há poucos dias, representantes da ANPR também fizeram um carnaval em Brasília pedindo aumento salarial, manutenção de privilégios vergonhosos e lutando contra o regime único na Previdência. Regime único significa direitos iguais para todos os brasileiros, mas essa gente que se aliou aos criminosos da JBS, como Joesley Batista e Ricardo Saud, para derrubar o governo, continua acreditando que existem cidadãos de primeira e segunda classe.

A escola de samba Paraíso do Tuiuti é uma agremiação dominada por militantes do PT que infestaram as redes sociais pedindo a volta de Dilma, são contra a condenação de Lula. Alguns procuradores da República também dedicam boa parte de seu tempo para criticar o governo nas redes sociais, apesar das regalias, privilégios e dos salários acima de R$ 30 mil pagos pelo contribuinte. A Escola também é apontada como responsável pela morte da jornalista Elizabeth Ferreira Jofre no carnaval de 2017, mas se recusa a indenizar os parentes da vítima. 
-

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget