linkaki

Irmão de José Dirceu é preso por esquema de corrupção na Petrobrás. Há expectativa sobre prisão do ex-ministro



A Polícia Federal acaba de prender Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão do ex-ministro petista José Dirceu, que também esteve preso em Curitiba. O irmão do ex-ministro foi preso na manhã desta sexta-feira (9), em Ribeirão Preto (SP), por condenação na Operação Lava Jato.

Luiz Eduardo foi condenado em março de 2017 a 10 anos de prisão em regime inicial fechado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A sentença foi proferida pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância.

O mandado de prisão que alcançou o irmão de Dirceu foi cumprido por volta de 6h, quando Luiz Eduardo foi detido e posteriormente conduzido ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de corpo de delito. O detento deve ser transferido para Centro de Detenção Provisória de Ribeirão.

Esta é a segunda vez que Luiz Eduardo é preso na Lava Jato. O irmão de José Dirceu foi preso pela primeira vez em agosto de 2015, na 17ª fase da Operação Lava Jato, que investigava crimes de fraude, corrupção e lavagem de dinheiro na Petrobras. Luiz Eduardo atuava como auxiliar de Dirceu na operacionalização do recebimento de propinas e lavagem de dinheiro.

Em despacho na época, o juiz Sérgio Moro disse que Luiz Eduardo admitiu à PF que recebia pagamentos mensais de R$ 30 mil em dinheiro, em espécie, do lobista Milton Pascowitch. Ele afirmou, porém, que desconhecia a origem do dinheiro ou o motivo dos pagamentos.

"Também admitiu aparentemente que pagamentos efetuados por empreiteiras após a condenação de José Dirceu não teriam sido efetuados a título de consultoria, como anteriormente afirmava a empresa JD em sua defesa, mas a título de "auxílio", citou o juiz.

Como há uma relação direta entre os crimes e os irmãos, há a expectativa de que José Dirceu também tenha sua prisão decretada.

Informe seu Email para receber notícias :