linkaki

Em depoimento a Sérgio Moro, João Santana implica Lula em esquema de propina na campanha presidencial em El Salvador



Em depoimento ao juiz Sérgio Moro nesta segunda-feira, 05, publicitário João Santana, responsável pelas campanhas dos ex-presidentes Lula (2006) e Dilma Rousseff (2010 e 2014), confirmou as informações prestadas anteriormente sobre a interferência do ex-presidente Lula na campanha presidencial em El Salvador. Segundo o publicitário a pedido de Lula e com dinheiro de caixa 2 da Odebrecht.

Em seu primeiro depoimento, como delator, João Santana confirmou ao juiz Sérgio Moro que houve recebimento de pagamentos não contabilizado.

“Houve, constante, aliás como é uma prática no mercado de marketing político eleitoral, no Brasil e em boa parte do mundo.”, confirmou o publicitário na ocasião.

“Houve pagamento não contabilizado proveniente do Grupo Odebrecht?”, perguntou o magistrado.

“Sim, sim, bastante.”

Nesta segunda-feira, já na condição de testemunha de acusação contra o ex-presidente Lula, João Santana contou contou mais detalhes sobre a eleição de Maurício Funes, em El Salvador, acrescentando que houve um problema de caixa na reta final. O publicitário informou que o próprio e-presidente Lula se encarregou de acionar o empresário Odebrecht para que solucionasse as pendências.

“Estávamos no Palácio do Planalto, o presidente Lula, Gilberto Carvalho e Eu. O Lula disse: ‘Você vai lugar para o Emílio Odebrecht, expõe o problema que ele resolve.”

Informe seu Email para receber notícias :