linkaki

Ciro Gomes chora por Lula ter escolhido Dilma no lugar dele. Está explicada confusão mental do candidato



O ex-ministro Ciro Gomes anda babando pelos cantos da boca se dizendo merecedor dos votos de Lula, Bolsonaro, Marina e até mesmo de quem ainda não pretende se candidatar à Presidência em 2018.

A confusão mental de Ciro é compreensível, tendo em vista a quantidade de partido em que tentou a sorte ao longo de sua carreira. O ex-ministro já bajulou praticamente todos as lideranças políticas do país, desde Fernando Collor, Renan Calheiros, Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma. Curiosamente, Ciro sempre lambeu as botas de quem esteve no poder ao longo das últimas décadas.

Além do papel de bajulador profissional, Ciro também se portou como cão raivoso na defesa de quem esteve no poder e lhe cedeu alguma participação periférica. Obviamente, o objetivo de qualquer bajulador é angariar simpatias e conseguir um lugar ao sol. Assim fez Ciro a vida toda. O político imaginava que, colando com gente poderosa, logo chegaria a vez dele.

Não foi bem isso que aconteceu. Após bajular Itamar Franco, foi descartado como um lenço escarrado por FHC. Deprimido, foi fazer um cursinho caça-níqueis nos Estados Unidos para dizer que estudou em Harvard. Logo que voltou ao Brasil, Ciro correu para a oposição e foi se alinhar no colo de Lula. O ex-ministro tinha a certeza que desta vez conseguiria se colocar na linha de sucessão. Assim como uma menina de bordel, Ciro se ofereceu de corpo e alma a vários homens poderosos, mas acabou descartado por todos.

Ciro Gomes iniciou a carreira política no PDS de Paulo Maluf, (Arena), partido que dava sustentação ao regime militar, partido da situação. Depois, pulou para o PMDB, partido da situação. Em 1988 migrou para o PSDB, partido da situação. Após ser descartado por FHC, passou para partidos aliados de Lula, como o PPS, PSB, PDT.

Ciro é um homem magoado por não ter sido escolhido por ninguém que bajulou e nutria a esperança de ser o sucessor de Dilma, quando veio o Temer e acabou com seu sonho de poder. Não é por acaso que Ciro já chamou Lula de ladrão, FHC de corrupto, Dilma de burra, Temer de bandido, etc. É uma metralhadora giratória de pura mágoa.

No vídeo abaixo, apesar de gaguejar ao falar do toco que levou de FHC, ao menos Ciro reconhece que não é um cara que muda de lado. Esteve sempre do lado de quem estava no poder. É por isso que o ex-ministro sofre de uma confusão mental grande e se acha merecedor do votos de todos os eleitores de seus eventuais adversários nas eleições de 2018.

Informe seu Email para receber notícias :