Porque Dilma ainda não foi presa? Relatos chocantes apontam para seu envolvimento na organização criminosa comandada por Lula - Vídeo




Enquanto milhões de brasileiros questionam a impunidade do ex-presidente Lula, que vem cometendo ilícitos e desviando dinheiro dos cofres públicos desde que assumiu a Presidência em 2003, uma personagem não menos implicada nos esquemas de corrupção do PT permanece incólume: a ex-presidente Dilma Roussseff.

Em um dos mais chocantes depoimentos que se tornaram públicos no Brasil nos últimos anos,O empresário Marcelo Odebrecht revelou à nação em seu relato aos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que Dilma  sabia que a empreiteira estava usando o caixa 2 para pagar o marqueteiro João Santana, na campanha de 2014. O príncipe dos empreiteiros que colheu mais de R$ 50 bilhões dos cofres públicos durante as administrações petistas disse ainda que doou R$ 50 milhões na eleição como contrapartida à aprovação da Medida Provisória 470, que permitiu financiar dívida da Braskem.

Marcelo Odebrecht disse: "Eu alertei ela (Dilma) e vários outros assessores dela"(sobre o pagamento de João Santana que poderia ser descoberto pela Lava-Jato). A Dilma sabia da dimensão da nossa doação, e sabia que nós éramos quem doa... quem fazia grande parte dos pagamentos via caixa dois para João Santana. Isso ela sabia. E ela sabia que a gente era responsável por muitos pagamentos para João Santana. Ela nunca me disse que ela sabia que era caixa dois, mas é natural, é só fazer uma..."

Mas Marcelo Odebrecht não foi o único a confirmar as falcatruas de Dilma para se manter no poder. Qualquer brasileiro sabe que ela se elegeu com dinheiro roubado da Petrobras, empresa que comandou por quase dez anos. Além da confirmação de sua participação nos esquemas criminosos feitas por seus marqueteiros João Santana e Mônica Moura, Dilma foi delatada pelo próprio Antonio Palocci, considerado o terceiro homem na hierarquia petista, atrás apenas de Lula e Dirceu.

Mas isto não é tudo, Dilma foi denunciada ao STF como integrante de uma organização criminosa comandada pelo ex-presidente Lula para desviar dinheiro da Petrobras. Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) estão sentados há cinco meses em um calhamaço de  230 páginas no qual são denunciados por organização criminosa, além de Dilma o ex-presidentes Lula, apontado como o chefe, os ex-ministros Antonio Palocci, Guido Mantega, Paulo Bernardo, Edinho Silva e Gleisi Hoffmann --senadora e atual presidente do PT-- e o ex-tesoureiro petista João Vaccari Neto. O bando é apontado como responsável pelo desvio de  R$ 6;5 bilhões apenas na Petrobras.

Segundo a acusação, pelo menos desde meados de 2002 até 12 de maio de 2016, os denunciados integraram e estruturaram uma organização criminosa com atuação durante o período em que Lula e Dilma presidiram o país para cometimento de uma série de delitos, em especial contra a administração pública em geral.

O Brasil aguarda ansioso pela confirmação da condenação de Lula nos próximos dias em sua primeira de sete ações penais que chega à Segunda Instância. Mas e quanto à Dilma?



-

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget