\imprensa Viva
.

Petistas e ativistas de esquerda admitem embaraço em defender criminoso condenado



A situação de muitos ativistas de esquerda na Brasil não tem sido nada confortável nos últimos meses quando o assunto é política. Os antes fervorosos defensores de Lula e do PT agora não fazem mais questão de serem identificados como cidadãos 'politizados' e atuantes. Em outras palavras, os ativistas estão pendurando as chuteiras e abandonando o engajamento político.

Embora ainda tenham que passar por certos constrangimentos relativos a posturas do passado, a reticência sobre o atual momento enfrentado pelo líder máximo da esquerda brasileira é um sintoma cada vez mais frequente entre os outrora barulhentos militantes.

Considerando que este comportamento ocorre num momento em que Lula ainda nem foi preso, é possível prever que muitos esquerdistas podem simplesmente sofre uma amnésia em relação ao próprio passado, logo que os prognósticos sobre o destino de Lula se confirmarem.

A vergonha em defender o ex-presidente Lula não se limita a petistas anônimos. Esquerdistas famosos como Wagner Moura, Letícia Sabatella e Gregório Duvivier também perderam a memória quando o assunto é Lula e PT. Muitos procuram evitar abordar temas relacionados com a política, enquanto outros se concentram em desviar o foco de seu passado de cumplicidade com críticas a outros políticos. Com a aproximação do julgamento de Lula no TRF-4, um dos citados acima afirmou recentemente que este não é o momento apropriado para se manifestar sobre política. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget