linkaki

Pânico de petistas e aliados com prisão de Lula é compreensível. Estão todos sambando no caixão do petista para ver se herdam alguns votos



A prisão do ex-presidente Lula precipitará a morte do PT como grande partido nestas eleições de 2018. O petista, que controlou a legenda com mão de ferro por quase quatro décadas, acabou usando o PT como escudo para tentar se blindar politicamente de processos na esfera criminal e se deu mal.  Lula, apesar da estratégia do 'martírio' político, acabou tendo sua condenação confirmada pelo TRF-4 pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Os membros do Colegiado ainda elevaram sua pena para 12 anos e 1 mês de prisão, que deve começar a ser cumprida nas próximas semanas, segundo procuradores da República em Brasília.

O desespero dos representantes da esquerda com a derrocada do grande líder é perfeitamente compreensível. Até bem pouco tempo, o eterno e único líder da esquerda brasileira era reconhecido como o Midas da política. Bastava saber que um sujeito anônimo era potencialmente conivente com esquemas de corrupção, e o petista o apadrinhava com sua benção populista. Foi desta forma que a maioria dos representantes da esquerda nacional conseguiu seus mandatos.

Não é por acaso que, mesmo diante da repulsa nacional em relação ao ex-presidente, dezenas de políticos e aspirantes tentam colar em Lula nos minutos finais de sua vida pública. O petista ainda possui uma grande influência não apenas entre os simpatizantes da esquerda, como também naqueles que ainda acreditam na narrativa de que ele foi bom para os pobres. A histeria de gente como Gleisi Hoffmann, Guilherme Boulos, Lindbergh Farias, Maria do Rosário e Manuela D'Ávila em torno do petista tem como pano de fundo a disputa pela herança política de Lula, que logo estará preso.

É claro que muitos dos que saem em defesa de Lula neste momento derradeiro de sua carreira estão sendo 'gentilmente' convidados a mostrar a cara e pagar favores do passado. Neste momento de aflição, telefones tocam e é possível imaginar a reação ante qualquer negativa: "Como assim não vem? Você é louco? Vem sim!" Constrangidos, artistas, políticos e jornalistas são sutilmente convencidos a continuar defendendo Lula, mesmo diante da comprovação de seus crimes vergonhoso. "Trata-se de um reconhecimento, uma retribuição a tudo que Lula fez por essa gente", diz um dirigente do partido responsável por 'convocar' todos aqueles que um dia se 'beneficiaram' da 'generosidade' de Lula não apenas com o dinheiro do contribuinte. Segundo fontes, Lula cansou de socorrer gente com malas de seu próprio dinheiro, ganhado com sacrifício de empreiteiras, banqueiros e de empresários de toda sorte. Quando se vê essa gente afirmando que 'Lula é um cara bom, que ajuda os necessitados', a maioria pode não estar mentindo.

Embora o velório de Lula não deva ser tão longo quanto era esperado, o petista deve ser preso em breve, o petista continuará credor de muitos favores e capaz de influenciar votos. Mesmo com Lula preso, os representantes da esquerda continuarão berrando seu nome nos palanques e exaltando sues feitos. Fora do 'modo' desespero, praticamente ninguém na esquerda se elege em 2018.

Informe seu Email para receber notícias :