O pior ainda está por vir. Lula responde por 10 crimes de corrupção e 44 de lavagem de dinheiro no caso do sítio



Enquanto a maior parte da sociedade considera que a condenação do ex-presidente Lula no caso do triplex do Guarujá foi exemplar, aliados do petista estão mais preocupados com o que vem pela frente e já começam a se mobilizar para reforçar a defesa de Lula.

Na avaliação de juristas, o caso do triplex é fichinha perto do que vem pela frente. Réu no processo relativo ao sítio em Atibaia, Lula responde por nada menos que 10 atos de corrupção e 44 atos de lavagem de dinheiro relacionados ao esquema de corrupção do PT na Petrobrás.

O juiz federal Sérgio Moro não teve nenhuma dificuldade em acolher a denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-presidente Lula no dia 1.º de agosto de 2017 no inquérito relativo aos esquemas de corrupção do petista no caso do sítio em Atibaia.  Nesta ação penal, o acusado ainda pode ter que pagar R$ 155 milhões, com os demais acusados, pelos supostos crimes.

Segundo o processo que tramita na 13.ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba, as empreiteiras Odebrecht, OAS e Schahin reformaram a propriedade, Sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), para pagar propinas a Lula. O imóvel está registrado em nome de dois sócios dos filhos.

Investigadores da força-tarefa, em Curitiba, reuniram provas de que as empreiteiras Schahin, Odebrecht e OAS pagaram R$ 1,02 milhão em reformas do sítio onde Lula passou 111 finais de semana entre 2010 e 2014. Os ex-presidentes da Odebrecht e a OAS confirmaram que pagaram propinas no valor total de R$ 155 milhões a partidos políticos da base de Lula, relativas a 7 contratos firmados com a Petrobras.

“Esses valores (R$ 155 milhões) foram repassados a partidos e políticos que davam sustentação ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva, especialmente o PT, o PP e PMDB, bem como aos agentes públicos da Petrobras envolvidos no esquema e aos responsáveis pela distribuição das vantagens ilícitas, em operações de lavagem de dinheiro que tinham como objetivo dissimular a origem criminosa do dinheiro”, afirma a força-tarefa da Lava Jato.

A expectativa entre juristas é a de que, neste caso, Lula será condenado a uma pena bem maior que a imposta pelo próprio juiz Sérgio Moro no caso do triplex. O reforço no time de defensores do petista anunciado esta semana não foi por acaso.

-

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget