linkaki

Muito estranho. Globo tenta culpar Detran pela tragédia provocada pelo atropelador de Copacabana



A cobertura da Rede Globo sobre a tragédia provocada pelo administrador de empresas Antonio de Almeida Anaquim, 41 tem sido bastante controversa e sutilmente favorável ao irresponsável que tirou a vida de um bebe inocente e deixou um turista estrangeiro em estado gravíssimo. No Jornal Nacional deste sábado, 20, a emissora divulgou uma matéria na qual culpava o Detran pelo fato do motorista ter atropelado 18 pessoas quando perdeu o controle do carro. O motorista, que alega que sofre de epilepsia, já havia sido notificado sobre a cassação de sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação) em 2014, após ter cometido 14 infrações no trânsito, inclusive excesso de velocidade.

O Jornal Nacional perguntou ao Detran por que o direito de dirigir de Antonio Anaquim não foi efetivamente suspenso, como se a responsabilidade pelo acidente trágico fosse do órgão e não do irresponsável que tirou a vida da bebê Maria Louize, de apenas oito meses. A criança, sepultada neste sábado, 20, morreu no acidente gravíssimo provocado por  Anaquim na quinta-feira (18), na praia de Copacabana.

O Detran abriu processo de suspensão da CNH de Anaquim em maio de 2014. No entanto, ele não cumpriu com a exigência de devolução da carteira para realizar o curso de reciclagem. O processo só foi concluído em fevereiro de 2017.

O motorista Darlan Rocha, 27, pai da menina Maria Louise morta no acidente, pediu punição para Antonio de Almeida Anaquim.

Neste período, ele renovou a CNH e mentiu para órgão que a Globo tenta responsabilizar.

Informe seu Email para receber notícias :