linkaki

Lula tem mais encrenca pela frente. Petista participou de esquema de lavagem de dinheiro com a Andrade Gutierrez



O ex-presidente Lula ainda tem muitos problemas com a Justiça nos próximos meses e anos. Além da ação do triplex, a primeira que chega à Segunda Instância que deve ser apreciada nos próximos dias, o petista é alvo de outras seis ações penais em que já figura como réu, além de um número incerto de inquéritos em andamento. Entre eles está o recebimento de propina da empreiteira Andrade Gutierrez. 

A Polícia Federal chegou inclusive a divulgar um um laudo que comprova a participação do petista em mais um esquema de lavagem de dinheiro desviado de obras da Petrobras. O laudo produzido pela Polícia Federal foi elaborado a partir de informações obtidas com a quebra do sigilo fiscal da Andrade Gutierrez. O documento destaca o pagamento de R$ 3,6 milhões para o ex-presidente Lula entre os anos de 2011 e 2014.[right-post]

Em sua confissão, Otávio Azevedo, ex-presidente
da Andrade Gutierrez. contou que pagar propina
por obras no governo petista era regra em qualquer setor
As operações de lavagem de dinheiro ilícito entre Lula e a empreiteira se davam através de uma conta usada para repasses de propina. A empreiteira contabilizou os pagamentos a Lula como "gastos indiretos a serem incorporados aos custos das obras".

Acompanhe abaixo um trecho do laudo da Polícia Federal:

“Foram identificados lançamentos contábeis indicativos de pagamentos e doações a empresas e instituições vinculadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no montante de R$ 3.607.347, entre os anos de 2011 e 2014”, registra o laudo 10/2016, da PF.

“Cumpre destacar que, conforme subseção III.3.5, recursos destinados à LILS transitaram pela conta contábil ‘overhead’ e realizaram percurso similar ao de empresas que estão sendo investigadas no âmbito da Operação Lava Jato pela prática de lavagem de capitais e/ou pelo recebimento dissimulado de recursos.”







Informe seu Email para receber notícias :