linkaki

Lula é apenas uma vergonha nacional que está sendo colocado em seu devido lugar: a prisão



A tentativa de setores da esquerda, da imprensa e dos endividados moralmente com o ex-presidente Lula em alçá-lo à condição de liderança política que está sendo alijada do processo eleitoral não reúne qualquer condição de prospetar por um simples motivo: Lula não passa de um líder de organização criminosa.

Com o dinheiro roubado do povo desde os tempos em que o PT administrava prefeituras como a de Santo André nos anos 90, Lula comprou a alma de milhares de jornalistas, artistas, líderes de movimentos sociais, sindicalistas, servidores públicos e de formadores de opinião que lhe prestaram o serviço de propagar uma peça de marketing. O PT não é o partido dos trabalhadores, mas sim dos empreiteiros, banqueiros, açougueiros de de um leque de empresários corruptos que se serviram do dinheiro do contribuinte e ajudaram o partido a continuar financiando seu exército de garotos propaganda.

Lula também não é amigo do povo, amigos daqueles que comprou ou amigo de seus subordinados. Lula é amigo de si mesmo e apenas terceirizou suas más intenções por meio de pessoas inescrupulosas, subservientes e ávidas por dinheiro.

Ao longo de sua história política, Lula 'ajudou' muita gente. Milhares de páreas da sociedade, gente desqualificada, e disposta a endeusá-lo em troca de um cargo, de uma boquinha e até mesmo de mesadas em dinheiro vivo. Estas pessoas tentam justificar sua fidelidade ao petista, atribuindo sua anuência à uma suposta gratidão por tudo que Lula fez por elas. Tudo para esconder que na ausência de mérito, permitiram que o oportunismo prevalecesse em suas vidas e venderam suas almas ao petista e a um projeto de poder malsucedido.

Neste momento em que Lula é confrontado por sua vida de crimes, milhares de pessoas se dão conta de que devem seus empregos, suas casas, seus carros e até mesmo suas calças aos favores do criminoso condenado, mas generoso. Nenhum dos defensores de Lula encontram qualquer dificuldade em compreender a natureza de suas relações com o triplex, com o sítio em Atibaia, com a cobertura em São Bernado ou com suas viagens em jatinhos de luxo. São pessoas que se beneficiaram do mesmo modus operandi e vivem cercadas de coisas que os fazem lembrar que devem 'gratidão' a Lula.

Toda essa gente foi aparelhada nos meios de comunicação, nas repartições públicas, escolas, universidades, serviço social,  Judiciário, estatais, partidos políticos, movimentos sociais, sindicatos, associações de bairros da periferia, igrejas, centros comunitários, em coletivos de toda sorte, enfim. Todas generosa e regiamente remuneradas pelo grande líder da organização criminosa. Como forma de retribuição, todos foram instruídos a endeusar a imagem de Lula entre os alunos, moradores de periferia e comunidades carentes. Um trabalho de marketing que durou décadas, que consistia na destruição da reputação de adversários e na entrega de promessas ao povo que, nunca se cumpriram.

Mas como qualquer criminoso vulgar, Lula acreditou que conseguiria se safar de seus crimes. Como não gostava de ler, Lula pode ter ignorado uma frase atribuída a Abraham Lincoln , na qual o 16° presidente dos Estados Unidos teria dito: “Você enganar a todos por algum tempo; pode enganar alguns por muito tempo; mas não pode enganar a todos por todo o tempo”.

"Você pode enganar todas as pessoas por algum tempo" é uma frase perfeita para propagandas comerciais que tentam alertar os concorrentes sobre a venda de produtos de má qualidade ao consumidor. No caso do ex-presidente Lula, por mais que seus subordinados de aluguel tentem vender ao povo a imagem de que ele é um grande líder popular, ninguém mais está disposto a acreditar. A concorrência foi muito eficaz ao comprovar para o mundo que Lula não passa de um criminoso. 

Informe seu Email para receber notícias :