linkaki

Lula deve desistir de disputar a Presidência da República. Condenado, em nada poderá contribuir com o partido, dizem dirigentes



Enquanto parte da imprensa aposta que o ex-presidente Lula vai insistir em se candidatar à  Presidência da República, mesmo apos condenado, setores do PT apostam que o líder do partido deve fazer uma reavaliação de suas posições, caso o Tribunal Federal Regional da 4ª Região de Porto Alegre confirme sua condenação no dia 24 de janeiro.

Pelo menos, esta é a tendência dos mais prudentes dentro do partido. O temor é de que a insistência do petista em desafiar as autoridades acabe precipitando um pedido de prisão contra ele, algo que todos querem evitar a todo custo, inclusive o próprio Lula.

Por outro lado, as incertezas em torno da possibilidade de judicializar a disputa e de uma derrota nas urnas traria mais prejuízos aos demais candidatos do partido do que vantagens. Diante de uma condenação criminal na Segunda Instância, Lula se torna não apenas mais vulnerável a ataques dos adversários, como também pode cair em uma armadilha, caso consiga permanecer em liberdade após a condenação no TRF-4 e os esgotamento dos recursos. Neste cenário, Lula estaria enquadrado na Lei da Ficha Limpa e qualquer um de seus adversários poderia impetrar ações contra sua candidatura.

Um outro detalhe tratado no maior sigilo entre os integrantes do partido é a possibilidade concreta de Lula ser derrotado nas eleições. Neste caso, o PT ficaria absolutamente sem qualquer narrativa, diante da dupla derrota. Alguns veem a possibilidade de setores do judiciário inclusive permitirem que ele dispute as eleições. Caso vença, não poderá assumir na condição de criminoso condenado. Caso seja derrotado, pode ser preso logo após a proclamação do resultado da eleição.

O ex-ministro Jaques Wagner é o mais cotado para substituir o petista na corrida pela disputa presidencial.

Informe seu Email para receber notícias :