linkaki

Lula arrasta PT para fundo do poço



Como se não bastasse arruinar a imagem do PT através de uma sequência interminável de esquemas de corrupção, o ex-presidente Lula ainda sequestrou o partido e fez de seus integrantes reféns de sua improvável cruzada contra a Justiça.

O petista tem usado o partido como escudo e tenta de todas as formas arrastar seus processos na esfera criminal para o campo político, comprometendo todos os membros da legenda em sua defesa.

Setores do partido se ressentem pelo estrago ocasionado pela falta de compromisso de Lula com a legenda e com o desespero com que lança mão de toda a estrutura partidária para promover sua defesa extrajudicial.

Segundo o Estadão, "Embora o partido não confirme publicamente, dirigentes admitem em conversas reservadas que a situação jurídica de Lula também tem atrapalhado. Líder nas pesquisas de intenção de voto, ele foi condenado em primeira instância a 9 anos e 6 de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP). Se a sentença for confirmada no dia 24 pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), o petista pode ficar inelegível com base na Lei da Ficha Limpa".

"Embora o partido tenha descartado plano B e decidido insistir na candidatura de Lula, o julgamento do ex-presidente ganhou prioridade na agenda da sigla, tirando espaço, tempo e recursos das articulações políticas.”

Nem mesmo o resultado devastador das últimas eleições municipais fez com que o petista poupasse a legenda, que saiu de 2016 com uma perda de 84%  das prefeituras que controlava. O estrago deve se repetir nas eleições de 2018, quando a legenda deve minguar ainda mais no Senado, na Câmara dos deputados, nas assembleias legislativas e governos de estado.

A confirmação da condenação de Lula na Segunda Instância e sua possível prisão é visto como algo que pode romper definitivamente a corda que sustenta o partido entre as opções da esquerda. Os que afundarem junto com Lula, dificilmente conseguirão reconstituir suas carreiras políticas em outros partidos, avaliam dirigentes e analistas.

Informe seu Email para receber notícias :