linkaki

Guilherme Boulos desafia Sérgio Moro e diz que "não vão prender Lula porra nenhuma, que nós vamos para cima"



O líder do MTST, Guilherme Boulos radicalizou seu discurso e passou a pregar desobediência civil logo após a confirmação da condenação do ex-presidente Lula no Tribunal Regional Federal de Porto Alegre.

No palanque ao lado do ex-presidente Lula na praça da República, Boulos chamou Sergio Moro de “xerifinho safado lá de Curitiba” e os disse que os desembargadores do TRF-4 de são “anões morais e anões jurídicos”.

Antes de terminar seu discurso, Boulos afirmou que  "não vão prender Lula porra nenhuma que nós vamos para cima". Acompanhe este trecho no vídeo abaixo:

Informe seu Email para receber notícias :