Desespero de Gleisi Hoffmann não é por Lula. Com dez processos nas costas, deve receber um não nas urnas 2018



O desespero da presidente nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, diante da possibilidade de confirmação de condenação do ex-presidente Lula não tem qualquer relação com o destino do petista, mas dela própria. Lula é sua única esperança como cabo eleitoral e seria usado pela atual senadora em sua campanha para deputada federal em 2018.

Com Lula preso, a chance de Gleisi Hoffmann se eleger para qualquer cargo que lhe garanta a manutenção do foro privilegiado é de quase zero. A petista é alvo de nada menos que dez processo na Justiça. Boa parte de seus casos deve ser remetida imediatamente para a 13ª Vara Federal de Curitiba, comandada pelo juiz Sérgio Moro.

Esta semana, o secretário estadual de Segurança do Rio Grande do Sul, Cézar Schirmer, afirmou que Gleisi Hoffmann prestou um “desserviço” na última terça-feira, ao dizer que “para prender o Lula, vai ter que matar muita gente”. A declaração da líder petista ocorre em meio ao clima de tensão que acompanha os preparativos para o julgamento do ex-presidente no TRF-4, em Porto Alegre, que poderá ou não confirmar a sentença do juiz Sergio Moro no caso do tríplex no Guarujá. Schirmer está à frente do planejamento da operação de segurança, que será executada a partir do dia 23, véspera da sessão do tribunal.

— Não me cabe analisar declarações de quem quer que seja, pró ou contra o ex-presidente Lula. Cada um é responsável pelo que diz. Agora, declarações que incitem a violência, que criem um clima de guerra, desservem ao compromisso democrático de todos nós. É lamentável que um comentário que você poderia fazer na frente do espelho, seja feito de forma pública. A manifestação de um líder vai na direção de seu liderado, de seu seguidor. E, às vezes, a interpretação não é a mais adequada. É um desserviço ao clima de tranquilidade que queremos ter em Porto Alegre no próximo dia 24 — afirmou Schirmer em entrevista ao GLOBO.

O medo de Gleisi não é a prisão de Lula agora, mas sim a sua própria prisão, já nos primeiros meses de 2019. Este deve ser o menso destino de dezenas de petistas que tentam desesperadamente manter Lula fora das grades para ser usado como cabo eleitoral este ano. 
-

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget