DataFolha poderia incluir o nome de Fernandinho Beira-Mar nas pesquisas. Daria ao criminoso o mesmo argumento de Lula



Assim como o ex-presidente Lula, o mega traficante Fernandinho Beira-Mar é muito querido por seus subordinados e admirado pelos moradores na favela Beira-Mar, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. Assim como Lula, Foi criado pela mãe, dona Zelina, uma dona de casa e faxineira, que morreu em 1992 atropelada na rodovia Washington Luiz, no Rio.

Logo que começou a ganhar dinheiro com o tráfico de drogas em sua comunidade, Beira-Mar passou a ajudar moradores a comprar remédios, roupas, comida e até pagando dívidas de jogo de amigos da infância. Por meio dessa "política" paternalista, era querido e protegido pelos moradores.

Assim como Lula, Beira-Mar também criou sua facção criminosa, batizada de Comando Vermelho, a mesma cor do PT. Assim como Lula, que se tornou amigo de ditadores como Fidel Castro, Hugo Chávez e Nicolás Maduro, Beira-Mar também viajou pela América do Sul e se tornou amigo dos principais líderes das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e se associou aos maiores traficantes da região.

O traficante também era um homem de família e colocou seus parentes em postos chave do negócio que prosperava cada vez mais. Suas duas irmãs, Débora e Alessandra, teriam se tornado gerentes da "firma". Em maio de 2017, a Polícia Federal prendeu a irmã e cinco filhos do traficante.

Criminoso por criminoso, o DataFolha bem que poderia incluir o nome do traficante em sua próxima pesquisa eleitoral. Daria a Fernandinho Beira-Mar os mesmos argumentos utilizados por Lula e por seus aliados do PT, que poderia colocar seus subordinados para pregar que "Eleição sem Beira-Mar é Fraude". A possibilidade do nome do traficante aparecer no topo das pesquisas poderia ofuscar a suposta liderança do ex-presidente Lula que o DataFolha insiste em realçar.

O problema é que Beira-Mar difere um pouco do ex-presidente Lula em pelo menos um aspecto: assim como a maioria dos criminosos condenados, o sujeito aceita resignado as decisões da Justiça, sem esperneio ou mimimi.

-

Postar um comentário

[facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget