linkaki

A Democracia de Marina. Ex-petista defende que PT, PMDB, PSDB e DEM fiquem fora da eleição



A ex-petista Marina Silva, conhecida nas redes sociais como a "Fada da Floresta" que sempre aparece em períodos eleitorais, de novamente o ar de sua graça em meio a civilização para manifestar novamente sua ambição de chegar ao poder. A pré-candidata à Presidência da República pela Rede demonstrou o apreço que tem pela Democracia e defendeu que o PT, PMDB, PSDB e DEM tirem "quatro anos sabáticos" e não disputem as eleições deste ano.

"PT, PSDB, PMDB, DEM, precisam de uns quatro anos sabáticos, se reencontrar com as bases e reler seus programas. Foram partidos que deram uma grande contribuição para a sociedade, mas eles se perderam. Se perderam no projeto de poder pelo poder, no projeto da eleição pela eleição. Deixaram de discutir os rumos da nação. E agora, a sociedade brasileira deve fazer um grande favor para eles: dar um sabático de quatro anos para que o país possa, em novas bases, dar um passo à frente", sugeriu a Fada da Floresta durante entrevista à Rádio Super Notícia FM, de Belo Horizonte. Marina não mencionou que fez parte de 'tudo isso" durante os 25 anos em que fez parte dos quadros da alta cúpula do PT.

Sobre a condenação em segunda instância de seu padrinho político, o ex-presidente Lula, Marina foi cautelosa e disse que o que está segurado a crie são as instituições. "É um momento delicado da história política do nosso país. É a primeira vez que um ex-presidente da República é condenado. Nós temos uma situação que exige das lideranças políticas e da sociedade uma atitude de respeito às instituições, compreendendo que seja assegurado o amplo direito de defesa. O que está sustentando essa situação de crise é que as instituições estão funcionando", afirmou a ex-petista e ex-presidente da CUT do Acre que tem a ousadia de colocar sua sede de poder acima da Democracia ao sugerir que os demais partidos abram caminho para sua passagem triunfal rumo ao Palácio do Planalto.

Ano Sabático é conhecido como o período de 12 meses em que a pessoa se dedica a algum projeto de vida particular, retirando para isso uma licença de suas funções profissionais. No caso de Marina, ela tira quatro anos sabáticos de Brasil e só aparece em tempos de eleição presidencial. 

Informe seu Email para receber notícias :