linkaki

28 vândalos ligados ao PT são presos por queima de pneus, bloqueios e baderna em defesa de Lula em Porto Alegre



A Polícia Militar de Porto Alegre prendeu 28 vândalos ligados ao PT e movimentos controlados pelo partido, como a Levante Popular da Juventude, do MST, do MPA e da Mídia Ninja. Segundo comandante-geral da Brigada Militar, coronel Andreis Silvio Dal-Lago, os arruaceiros foram detidos por depredação do patrimônio público, queima de pneus e bloqueio de trânsito nos bairros Azenha, Teresópolis, Nonoai e Cavalhada. Os agitadores protestavam contra a condenação do ex-presidente Lula.

Segundo o comandante, trata-se de um grupo que não estava junto com os movimentos sociais no acordo firmado. “Estávamos monitorando-os tanto que todos foram presos”, afirmou, referindo-se à atuação do setor de inteligência da BM.

Segundo o Correio do Povo, "A prisão foi efetuada pela Brigada Militar no bairro Medianeiri no início da noite de quarta-feira, sendo apreendidos material como faixas em defesa de Lula, máscaras, câmeras fotográficas, querosene e gasolina, entre outros. Na Polícia Civil, 13 mulheres e 3 homens foram mantidos presos e encaminhados na manhã de ontem respectivamente à Penitenciária Feminina Madre Pelletier e à Cadeia Pública de Porto Alegre (antigo Presídio Central).

Eles serão indiciados pelos crimes de incêndio e associação criminosa. As outras 12 pessoas foram liberadas. Havia um adolescente entre o grupo detido pela BM que monitorou inclusive o protesto com queima de pneus na Azenha através de transmissão ao vivo feita pelo própiro grupo pelo Facebook.

Dois veículos com os indivíduos foram então abordados depois pelos policiais militares. O Levante Popular da Juventide e a Mídia Ninja criticaram as prisões e o tratamento da BM aos detidos, sendo acionados advogados para obter o relaxamento das prisões de todos".

Com informações do Correio do Povo

Informe seu Email para receber notícias :