linkaki

Lula não tem outra alternativa. Ou aguarda decisão da Justiça como um homem ou insiste com espetáculo de candidato condenado



Embora esteja ciente de que não tem qualquer chance de escapar impune do julgamento do TRF-4 em janeiro, o ex-presidente Lula insiste em desafiar a Justiça brasileira se autoproclamando candidato à Presidência nas próximas eleições. Lula não quer saber de agir com dignidade e aguardar a decisão sobre seu recurso na Segunda Instância. No lugar de esperar para ver se vai se tornar inelegível pela Lei da Ficha Limpa e debater alternativas dentro do próprio PT e com setores da esquerda, o petista pretende continuar usando seu partido e todos os seus integrantes como escudo político.

Nesta segunda-feira, o petista participou da primeira reunião com a equipe que vai elaborar seu suposto programa de governo que será defendido pelo PT para a eleição presidencial de 2018. No sábado o Diretório Nacional do partido formalizou o nome do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad como coordenador do programa de Lula.

Caso tenha seu recurso negado pelos desembargadores do TRF-4, Lula não poderá se candidatar. O petista aposta na possibilidade de judicializar sua candidatura e há quem diga que ele está disposto a concorrer mesmo se for preso. O espetáculo de Lula só é possível mesmo em um país que tem um Supremo como o Brasil. Os ministros permanecem de braços cruzados sobre a possibilidade de um criminoso condenado, réu em sete processos, desafiar as autoridades do país e dizer que vai disputar a eleição na marra.

O desespero do petista levanta uma série de suspeitas. Com a mais alta rejeição popular entre os possíveis adversários, Lula é inviável eleitoralmente. Há mais de um ano, não consegue superar o teto técnico de 11% da preferência do eleitorado. Estar na frente de quem não tem qualquer chande de ganhar não significa nada. O receio de muitos é que o PT tenha bilhões no exterior para despejar no país na compra de apoio político nos estados e até mesmo em possíveis fraudes em urnas eletrônicas. 

Informe seu Email para receber notícias :