linkaki

Lula não foi convidado para aniversário do MTST no Largo do Batata. Boulos chutou traseiro do petista



O ex-presidente Lula não foi convidado para participar no ato realizado neste domingo Largo da Batata, na zona oeste da capital paulista. O evento de celebração dos 20 anos do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), que tem como líder Guilherme Boulos, um dos possíveis pré-candidatos à Presidência da República em 2018. O evento contou com a presença de Caetano Veloso e outros convidados como Sônia Braga, Criolo, Maria Gadu e Péricles.

Diante desmobilização da militância petista, da falência da CUT e da incapacidade de reunir público em seus atos em São Paulo, o ex-presidente Lula vinha pegando carona na figura de Boulos, que comanda um movimento com milhares de integrantes. Mas o líder do MTST não é bobo e logo percebeu que estava sendo novamente usado pelo petista. Boulos deve concorrer à Presidência nas próximas eleições, visando se consolidar como o novo líder da esquerda no país e já conta com o apoio de petistas históricos. Sobre sua possível candidatura à Presidência pelo PSOL, o líder do MTST disse que temas de 2018 têm de ser tratados somente no ano que vem.

"Não é uma questão de indefinição (sobre sua candidatura pelo PSOL). Isso não está em pauta neste momento. Temas de 2018 têm de ser tratados em 2018", afirmou Boulos em entrevista ao Estadão. Boulos sabe que se perder esta chance de projetar seu nome nacionalmente, não terá outra oportunidade me 2022, quando Lula provavelmente estará na prisão. O líder do MTST é jovem e não quer afundar prematuramente junto com o dinossauro da corrupção.

A candidatura de Boulos é temida pelo PT, pois tem o potencial de canibalizar o ex-presidente Lula, que ainda aparece com cerca de 11% nas pesquisas graças à ausência de outros representantes da esquerda no páreo.

No vídeo abaixo, a chegada de Caetano Veloso ao Largo do Batata:

Informe seu Email para receber notícias :