linkaki

Lula muda discurso. Foco agora não é candidatura, mas se livrar da cadeira. Petista correu para Brasília



Por mais que o ex-presidente Lula tenha tentado reagir com naturalidade à informação de que seu recurso no caso do triplex será julgado pelo TRF-4 em janeiro, o petista não conseguiu esconder seu abatimento com as possibilidades nada alvissareiras que a confirmação de sua condenação na Segunda Instância podem representar.

Caso os três desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região votem pela confirmação da sentença em que o juiz Sérgio Moro condenou o petista a 9 anos e 6 meses de prisão, Lula não apenas se torna inelegível como pode se tornar alvo de um mandado de prisão.

O petista se reuniu na manhã desta quarta-feria, 13, com a bancada petista em Brasília e afirmou que sua maior preocupação agora não é sua candidatura à Presidência, mas sim sua condenação pelo colegiado de Segunda Instância em Porto Alegre.

A ida de Lula à Brasília também não é obra do acaso. Segundo fontes, Lula teria disparado telefonemas e tentado agendar encontros com outras lideranças políticas e até mesmo com ministros do STF para avaliar a situação e encontrar 'saídas honrosas' para seu caso. O petista, que foi à Brasília bater na porta de quem lhe deve favores, não conseguiu agendar encontros com a maioria dos políticos com os quais tentou falar. 

Informe seu Email para receber notícias :