linkaki

Lindbergh Farias promete baderna e desobediência civil no julgamento de Lula em janeiro - VÍDEO



O senador Lindbergh Farias (PT-RJ), voltou a pregar a violência e a desobediência civil como a melhor tática de confronto contra o julgamento do ex-presidente Lula no dia 24 de janeiro em Porto Alegre. O senador foi um dos incentivadores das cenas de violência e depredação do patrimônio público, como as vistas na Esplanada dos Ministérios em Brasília durante o mês de maio, quando defendeu que a desobediência civil e a violência eram as únicas formas de derrubar o presidente Michel Temer.

Assim como os demais petistas e simpatizantes da esquerda,  Lindbergh Farias é uma contradição ambulante. O senador defendia que Temer deveria ser julgado no caso das denúncias feitas pelo ex-procurador-geral da República com base em um controverso acordo de delação com os criminosos da JBS. A situação agora é outra e Lindbergh Farias e os ativistas de esquerda querem que Lula não seja julgado. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o TRF-4, irá julgar em janeiro o recurso do ex-presidente Lula, condenado na Primeira Instância a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

O TRF-4 é um colegiado de Segunda Instância. Caso os desembargadores confirmem a sentença de Lula no caso do triplex do Guarujá, o petista cai na Lei da Ficha Limpa, se torna inelegível e pode se tornar alvo de um mandado de prisão, que pode ser expedido tanto pelo TRF-4 quanto pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pela 13ª Vara Federal do Paraná.

Informe seu Email para receber notícias :