linkaki

Invertida em Lula. Não foi a Lava Jato que quebrou empresas. Foi ele e o PT que quebraram a Petrobras, que cancelou obras e gerou desemprego



O ex-presidente Lula é reconhecidamente um mago encantador de jumentos. O criminoso condenado flagrado com milhões em suas contas e nas contas da mulher falecida é apontado como o chefe da organização criminosa que assaltou a Petrobras de forma impiedosa. O petista tentou inúmeras vezes desbloquear seus milhões na Justiça, mas não conseguiu comprovar que o dinheiro teve origem lícita.

Apesar destes fatos, Lula ainda consegue espaço na imprensa para repercutir as narrativas concebidas por sua mente criminosa na tentativa de inverter a ordem das coisas. Dizendo-se candidato à Presidência do Brasil, graças à conivência das autoridades do país, o petista tem subido em palanques para dizer a seus seguidores que a Lava Jato é responsável pela quebradeira das empreiteiras e pela demissão de centenas de milhares de trabalhadores.

A história não é bem essa. Em seu ímpeto de roubar na estatal como se o mundo fosse acabar amanhã, Lula, seus companheiros do PT e os cúmplices da base aliada dos governos petistas fizeram aprovar projetos bilionários apenas para desviar mais recursos. Como se não bastasse, o PT engessou a companhia, tratando-a como instrumento político. Para continuar no poder, o PT manteve artificialmente os preços dos combustíveis abaixo do preço de mercado, causando prejuízos bilionários à companhia.

O endividamento foi inevitável, assim como a queda no valor de mercado. Graças à gestão temerária e criminosa dos governos de Lula e Dilma, a Petrobras chegou bem perto de quebrar e tirou o sono de milhares de trabalhadores coniventes com a política criminosa do PT.

Para sobreviver, a companhia não teve outra alternativa, a não ser cancelar projetos inviáveis, concebidos apenas para permitir que o PT roubasse mais. As empreiteiras que se prestaram a ajudar Lula a roubar para manter seu partido no poder não se preocuparam em tocar obras superfaturadas em troca de propina para o partido. Praticamente quebrada, a Petrobras rompeu contratos, cancelou obras e as empreiteiras corruptas demitiram os contratados. Simples assim.

A tragédia era inevitável. Ou a Petrobras quebrava ou bancava obras que nunca iria usar apenas para manter empresas corruptas vivas e empregos que virariam pó após o término das obras inúteis. O papel da Lava Jato neste caso foi o de esclarecer os crimes e recuperar parte do dinheiro roubado pelo PT e seus amigos para devolver à Petrobras. Até o momento, a Lava Jato já ajudou a recuperar quase R$ 1,5 bilhão em recursos desviados para a Estatal.

Não precisa desenhar. Lula quebrou a Petrobras, que por sua vez cancelou obras inúteis. Fazem parte da lista de desistência: quase a totalidade do Comperj, no Rio de Janeiro; a segunda fase da Refinaria Abreu e Lima (Refinaria do Nordeste - Rnest), em Pernambuco, onde já foram investidos US$ 17 bilhões; a Petroquímica Suape, em Pernambuco; a Unidade de Fertilizante Nitrogenado III, situada no município de Três Lagoas (MS); a usina de Quixadá, produtora de biodiesel na Bahia; e um conjunto de comboios da Transpetro, subsidiária de logística da estatal, para navegação em hidrovias.

Você é um dos que ainda acreditam em Lula? Parabéns jumento. 

Informe seu Email para receber notícias :