\imprensa Viva
.

Dilma é ficha suja e inelegível. Candidatura da petista em 2018 é folclore e ela não quer passar pela vergonha de ser "impedida" novamente



A ex-presidente Dilma Rousseff vem sendo tratada nos bastidores da política nacional como um cachorro atropelado e morto há dias na beira da estrada. Entre os dirigentes do PT, a situação não é diferente. Embora circulem notícias de que a petista tem sido 'convidada' a concorrer a algum cargo político nas eleições de 2018, a indicação é de que tais especulações não passam de conversa fiada.

A própria Dilma tem mantido um certo suspense sobre sua eventual candidatura ao Senado por Minas Gerais e até apareceu como uma das favoritas em pesquisas eleitorais pouco confiáveis. O fato é que a candidatura da petista não passa de mais um folclore alimentado pelos jornalistas de aluguel a serviço do PT.

Dilma raramente tem sido vista ao lado de lideranças do partido e é eventualmente convidada por Lula para aparições relâmpago em seus comícios da malfadada caravana pelo Brasil. Não precisa ser um especialista para perceber que Dilma é um defunto político.

Dilma é ficha suja e se tornou virtualmente inelegível após ter sido condenada no impeachment pelo Tribunal de Contas da União e pelo Senado Federal. A manobra patrocinada pelo então presidente do STF, Ricardo Lewandowski e pelo então presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) de fatiar o julgamento para manter os direitos políticos da petista pode ser facilmente contestada nos tribunais eleitorais, caso Dilma faça a bobagem de se candidatar nas próximas eleições.

O jornalista Claudio Humberto, do Diário do Poder, lembrou bem que "NÃO HÁ ESCAPATÓRIA PARA A LEI DA FICHA LIMPA"

"A Lei da Ficha Limpa barra candidaturas de condenados por “órgãos colegiados” como tribunais (a segunda instância da Justiça). Mas a lei também considera condenações de órgãos colegiados as oriundas de tribunais de contas estaduais ou municipais, processos de órgãos profissionais como a OAB ou Fenaj e até mesmo decisões de demissão tomadas em processos administrativos no âmbito do serviço público".

A petista já ficou bastante traumatizada quando passou pelos constrangimentos durante o processo de impedimento e foi deposta do governo. Provavelmente não vai querer passar a vergonha de ser impedida novamente. Ninguém mais aguenta sua ladainha de que foi vítima de golpe. Lei é Lei. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget