linkaki

Dilma blefa sobre sua possível candidatura ao Senado pelo Piau. A petista é Ficha Suja e inelegível



Um boato de que ex-presidente Dilma Rousseff (PT) cogita se candidatar ao Senado em 2018 começou a circular neste final de semana na internet. Segundo a informação atribuída ao o colunista Josias de Souza, do UOL, a petista ainda estaria se definido por qual Estado poderia concorrer. Dilma nasceu em Minas Gerais, mora no Rio Grande do Sul e avalia se candidatar pelo Piauí

A verdade dos fatos é que ex-presidente Dilma Rousseff vem sendo tratada nos bastidores da política nacional como um defunto político. A situação não é diferente entre seus colegas de partido. Embora os boatos de que a petista teria sido 'convidada' a concorrer a algum cargo político nas eleições de 2018 não sejam novidade, a indicação é de que tais especulações não passam de conversa fiada.

A própria Dilma tem mantido um certo suspense sobre sua eventual candidatura ao Senado por Minas Gerais e até apareceu como uma das favoritas em pesquisas eleitorais pouco confiáveis. O fato é que a candidatura da petista não passa de mais um folclore alimentado pelos jornalistas de aluguel a serviço do PT.

Dilma raramente tem sido vista ao lado de lideranças do partido e é eventualmente convidada por Lula para aparições relâmpago em seus comícios da malfadada caravana pelo Brasil. Não precisa ser um especialista para perceber que Dilma é um defunto político.

Dilma é ficha suja e se tornou virtualmente inelegível após ter sido condenada no impeachment pelo Tribunal de Contas da União e pelo Senado Federal. A manobra patrocinada pelo então presidente do STF, Ricardo Lewandowski e pelo então presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) de fatiar o julgamento para manter os direitos políticos da petista pode ser facilmente contestada nos tribunais eleitorais, caso Dilma faça a bobagem de se candidatar nas próximas eleições. Se ela anda alimentando estes boatos sobre sua candidatura ao senado ou a qualquer outro cargo eletivo, certamente está blefando.

O jornalista Claudio Humberto, do Diário do Poder, lembrou bem que "NÃO HÁ ESCAPATÓRIA PARA A LEI DA FICHA LIMPA"

"A Lei da Ficha Limpa barra candidaturas de condenados por “órgãos colegiados” como tribunais (a segunda instância da Justiça). Mas a lei também considera condenações de órgãos colegiados as oriundas de tribunais de contas estaduais ou municipais, processos de órgãos profissionais como a OAB ou Fenaj e até mesmo decisões de demissão tomadas em processos administrativos no âmbito do serviço público".

Como se não bastasse, Dilma já foi denunciada ao STF como integrante da organização criminosa comandada pelo ex-presidente Lula, que também figura na mesma denúncia criminal ao lado dos ex-ministros Antonio Palocci, Guido Mantega, Paulo Bernardo, Edinho Silva e Gleisi Hoffmann --senadora e atual presidente do PT-- e o ex-tesoureiro petista João Vaccari Neto. A recomendação é a de que os os denunciados percam seus bens até o valor de R$ 6,5 bilhões, a título de ressarcimento à Petrobras.

Como se sabe, Dilma já ficou bastante traumatizada com os inevitáveis constrangimentos durante o processo de impedimento quando foi deposta do governo.  É pouco provável que vá querer passar pela vergonha de ser impedida novamente. Ninguém mais aguenta sua ladainha de que foi vítima de golpe. Lei é Lei. 

Informe seu Email para receber notícias :