linkaki

Ciúmes. Após ser barrado pela Polícia de entrar no Comperj, Lula questiona presença de Moro em evento na Petrobras



Após ter sido barrado pela Polícia Militar na entrada em uma obra da Petrobras no estado do Rio de Janeiro, o ex-presidente Lula, por meio de sua defesa, criticou a presença do juiz Sergio Moro no evento realizado na sede da Petrobras nesta sexta (8). No dia anterior, a direção da estatal acionou a PM para impedir que Lula realizasse um comício no complexo petroquímico Comperj,

Segundo o advogado de Lula, Cristiano Zanin, a presença de Moro em um evento oficial da Petrobras comprovaria a imparcialidade do magistrado com relação ao julgamento de processos contra o ex-presidente.

"Não é aceitável que um juiz visite uma das partes de um processo. O juiz tem que manter distância em relação às partes", afirmou, alegando que a estatal pediu para ser parte em processos ainda não julgados.

"Esse fato de hoje, por si só, é suficiente para justificar uma situação de suspeição", afirmou. "Vamos fazer uma análise e penso que é o caso de uma nova providência."

Ao ser indagado sobre as críticas do ex-presidente Lula, Moro afirmou: ‘Não debato com pessoas condenadas por crime’.

Informe seu Email para receber notícias :