\imprensa Viva
.

Campanha de Lula à Presidência nem começa. Petista se torna inelegível antes de maio. Após Dilma, terá que indicar outro poste



O ex-presidente Lula fez um péssimo negócio em querer usar seu partido como escudo para se proteger das ações penais que pesam contra ele. Enquanto o petista tenta correr contra o tempo, a conclusão de julgamentos que devem torná-lo inelegível se aproximam de seu traseiro como um pavio aceso.

Embora haja um consenso de que o petista será condenado pela segunda vez na Lava Jato no caso do recebimento de vantagens indevidas da Odebrecht, o julgamento que mais tem preocupado é o do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o TRF-4, que deve conformar a sentença já proferida em primeira instância pelo juiz Sergio Moro por conta do tríplex no Guarujá.

A expectativa é a de que o julgamento do TRF-4 ocorra entre março e abril. Como se trata de um processo rápido, Lula deve se tornar inelegível ainda no mês de maio. o desembargador Gebran Neto, relator da Lava Jato no TRF-4, concluiu seu voto sobre o recurso de Lula contra condenação de primeira instância no caso do Triplex. Gebran levou apenas 100 dias para analisar o processo. Seu voto já seguiu para o revisor e deve ser julgado na turma no início de 2018.

Uma vez condenado na Segunda Instância, o petista terá a opção de entrar com recursos e tentar judicializar a sua candidatura, mas será pouco provável obter algum resultado favorável nas instâncias superiores. Não por conta da devoção dos ministros do STF, mas sim pela forte pressão da sociedade. Se 88% dos eleitores já não suportam a ideia de ter um candidato condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na primeira instância, que dirá na segunda.

Neste momento, Lula tem pouco mais de 30% de intenções de votos de um universo de 35% dos eleitores que declararam suas preferências. Outros 65% dos eleitores disseram que não sabem em que irão votar em 2018. Na prática, Lula conta com apenas 11.9% da preferência do eleitorado, enquanto 88% dos brasileiros repudiam sua participação no pleito.

Desde o início da Operação Lava Jato, a maioria dos brasileiros já sabia que Lula era um homem liquidado. De lá para cá, o petista se tornou réu em nada menos que seis ações penais e alvo de outros tantos processos e inquéritos em andamento. Lançar-se pré-candidato foi uma estupidez. Insistir nesta aventura natimorta é burrice, pois acaba com as chances do PT de participar do processo eleitoral. De todo modo, Lula e o PT já entraram neste processo liquidados, Afinal, ninguém em seu juízo perfeito votaria em um candidato indicado pelo petista, o responsável pela tragédia chamada Dilma Rousseff na vida dos brasileiros. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget