\imprensa Viva
.

Que país é esse? questiona desembargador que mandou prender Jorge Picciani e sua gangue novamente



Os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) decidiram por unanimidade prender mais uma vez os deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB. Os três parlamentares haviam sido soltos após uma votação na Alerj e passaram menos de 24 horas na prisão.

O desembargador Paulo Espírito Santo, responsável pelo terceiro voto a favor do restabelecimento da ordem de prisão dos deputados estaduais, manifestou sua indignação com a situação de impunidade imposta por políticos a seus pares, em referência ao fato de a Alerj ter expedido alvará de soltura sem comunicar à Justiça.

Ele disse que a cena dos deputados saindo de carro da cadeia sem a Justiça ter sido informada lhe pareceu "um resgate de filme de faroeste".

“Acabo de ver, na sexta passada, algo que nunca imaginei ver na vida. Nunca vi uma coisa dessa. Não há democracia sem Poder Judiciário. Quando vi aquele episódio, que a casa Legislativa deliberou de forma absolutamente ilegítima, e soltou as pessoas que tinham sido presas por uma corte federal, pensei: o que o povo do Brasil vai pensar disso? Pra quê juiz? Pra quê advogado? Se isso continuar a ocorrer, ninguém mais acreditará no Judiciário. O que aconteceu foi estarrecedor. Que país é esse?”

O grupo de Jorge Picciani, que inclui o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, contou com o apoio dos governos do PT desde a eleição do ex-presidente Lula em 2002.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget