\imprensa Viva
.

Lula não se importa de ser chamado de ladrão ou em falar apenas para militantes. Petista sabe que vai ser preso



O ex-presidente Lula tem protagonizado episódios ridículos em sua cruzada desesperada para arrastar seus processos para a esfera política. O objetivo do petista e de seus patrocinadores é minimizar o desgaste devastador sofrido ao longo dos últimos anos, período em que foi indiciado, se tornou réu em seis ações penais e acabou condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Embora a maioria das pessoas razoáveis já deem o caso por encerrado, Lula aposta na mentira sobre sua popularidade, propagada pela imprensa, institutos de pesquisas e aliados políticos. O fracasso na caravana por Minas Gerais e o fiasco na vaquinha virtual, que arrecadou apenas R$ 36 mil, são apenas alguns exemplos do quanto a imagem do petista está combalida perante a opinião pública. Nem mesmo os militantes petistas apostam mais em Lula.


O petista sabe que pode ser preso, que não haverá nenhuma comoção nacional, exceto um barulho ou outro provocado por setores da esquerda que já não gozam de grande credibilidade junto a opinião pública.

O desespero de Lula é tão grande diante destes fatos que o petista já não consegue mais agir de forma racional. Se antes, o ex-presidente era reconhecido por sua inteligência e extraordinária capacidade de reverter situações desfavoráveis, o Lula de 2017 não faz nem sombra no ex-chefe de Estado que encantou o mundo. Incapaz de administrar os revezes de modo racional, o petista dispara sua metralhadora de bobagens em todas as direções.

"As piadinhas de Lula, sua falta de respeito com as instituições e com a condução do devido processo legal é uma forma de esquizofrenia. O petista apresenta os sintomas clássicos relacionados a dissociação da ação e do pensamento,  expressa em uma sintomatologia variada, como delírios persecutórios, alucinações". É deplorável que uma pessoa que se diz inocente não consiga demonstrar dignidade, serenidade e equilíbrio.

Lula sempre se achou muito esperto e nunca conseguiu admitir uma derrota com humildade. O problema é que o desenho dos crimes cometidos pelo petista é extremamente infantil. Na avaliação de delegados da Polícia Federal, seus estratagemas elementares para lavar dinheiro, receber vantagens indevidas e ocultar patrimônio são dignos de um bicheiro ou agiota de esquina. São crimes de baixo nível, sem nenhum grau de sofisticação, tipicamente cometidos por pessoas sem vivência no mundo dos crimes de lavagem de dinheiro.

Neste caso, não é nem a Lava Jato que é certeira. Lula que deu bandeira demais com crimes bastante óbvios, que foram facilmente caracterizados pelo seu enriquecimento ilícito. Não é comum que alguém com renda declarada de R$ 3.780,00 movimente R$ 53 milhões em suas contas em apenas um ano. O fato de uma pessoa ter sido presidente da República não a torna uma fonte de riqueza tão formidável.

Cientistas políticos estão acostumados com este tipo de conduta entre os representantes da classe política brasileira. O que é mais surpreendente é concluir que pessoas tão desqualificadas ainda consigam chegar ao mais alto posto do Brasil. A única explicação plausível para isso é aceitar que grandes empresas e grupos poderosos consentiram um morto de fome ser presidente do país apenas para poderem assaltar os cofres públicos de forma mais sistemática. Além de imóveis confiscados, tesouros roubados escondidos em um cofre, o petista foi flagrado com mais de R$ 9 milhões em suas contas e mais de R$ 10 milhões nas contas da mulher falecida.

Lula sabe que vai ser preso. O petista reconheceu há poucos dias que sua liberdade está com os dias contados e disse que "enquanto eles fazem o jogo deles, eu faço o meu", afirmou o petista, referindo-se a sua cruzada política.  Lula sabe que não há como prevalecer sobre a Justiça, sob a pena de criar precedentes imprevisíveis para o pais. Sua prisão é a única solução palatável em todos os aspectos. A situação do combate à corrupção do país caminha para este desfecho. Apesar do silêncio das autoridades, todos sabem que a sociedade não vai recuar em seu propósito de levar adiante a luta pelo combate à corrupção e impunidade. A pressão será enorme para que o STF mantenha o entendimento sobre a possibilidade de prisão de condenados em Segunda Instância. O destino de Lula será selado antes das eleições de 2018 pelo TRF-4 e sacramentado por pedido de prisão a ser feito pelo juiz Sérgio Moro. Nem Lula nem os ministros do STF terão força para subjugar a Justiça e os interesses da sociedade. Ninguém vai tolerar que um condenado por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro concorra à Presidência. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget