\imprensa Viva
.

Lula cai na Lei da Ficha Limpa e se torna inelegível. Condenação de Vaccari é sinônimo de condenação do ex-presidente



A corrida contra o tempo do ex-presidente Lula não vai dar em nada. Esta é a conclusão de um grupo de dirigentes do PT, extraída da condenação do ex-tesoureiro do partido, João Vaccari Neto. O O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o mesmo TRF-4 que deve julgar a condenação de Lula na Segunda Instância, não só confirmou a condenação do ex-tesoureiro imposta por Sérgio Moro, como mais que dobrou a pena de Vaccari de dez para 24 anos.

Vaccari é um elo importante não apenas entre os esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro no PT, mas também a está na gênese do caso do triplex do Guarujá, na ação em que Lula foi condenado por Moro a uma pena de 9 anos e seus meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Segundo o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, que assumiu as obras do edifício Solaris, foi Vaccari que solicitou a reserva da cobertura triplex ao ex-presidente Lula. Vaccari também conseguiu um apartamento no mesmo prédio.

Contra Lula pesam provas contundentes e depoimentos de seu principal cúmplice no negócio: o próprio Léo Pinheiro, responsável pela conclusão das obras do Edifício Solaris, afirmou em depoimento ao juiz Sérgio Moro que o triplex sempre foi de Lula, que nunca foi colocado à venda e que foi reservado ao petista como contrapartida por contratos superfaturados obtidos pela OAS junto a Petrobras. Se havia alguém neste mundo com credenciais para explicar todos os aspectos relativos ao prédio no Guarujá, este alguém é Léo Pinheiro, tecnicamente o dono do imóvel.

Em seu último interrogatório em Curitiba, Lula perguntou ao juiz Sérgio Moro se poderia contar com a certeza de que estava sendo julgado por um juiz imparcial, Moro concordou. Lula então questionou o fato de ter sido condenado na ação penal relativa ao triplex e ouviu do magistrado a seguinte frase: "“Eu não vou discutir a outra ação, a minha convicção foi que o senhor é culpado”, encerrou Moro.

Por mais impactante que possa ter sido a declaração de Moro,  o fato é que o magistrado condenou Lula com base em provas contundentes, lastreado ainda por um vasto material probatório. Isto significa que dificilmente os desembargadores do TRF-4, que devem concluir o julgamento da ação contra Lula até maio do ano que vem, terão dificuldade em confirmar a sentença de Moro. Há inclusive o risco de Lula ter sua pena dobrada, como tem ocorrido em outras confirmações de sentenças de Moro.

“neste processo, pela primeira vez, há declarações de delatores, depoimentos de testemunhas, depoimentos de corréus que à época não haviam celebrado nenhum acordo com o Ministério Público Federal e, especialmente, provas de corroboração apontando, acima de qualquer dúvida razoável, no sentido de que Vaccari é autor de crimes de corrupção”. Este foi o parecer do desembargador do TRF-4, Victor Luiz dos Santos Laus, que condenou o ex-tesoureiro do PT na segunda instância.

Estas são exatamente as mesmas circunstâncias da ação contra Lula. Nem Léo Pinheiro nem Antonio Palocci haviam celebrado acordo de delação com o MPF quando prestaram seus depoimentos contra o petista. "neste processo, pela primeira vez, há declarações de delatores, depoimentos de testemunhas, depoimentos de corréus que à época não haviam celebrado nenhum acordo com o Ministério Público Federal e, especialmente, provas de corroboração apontando, acima de qualquer dúvida razoável, no sentido de que ???? é autor de crimes de corrupção”, declarou o desembargador do TRF-4.

Contra Lula há não apenas delações, mas uma série de provas materiais sobre a propriedade do tríplex do Guarujá e uma ligação com negócios feitos pela empreiteira OAS com a Petrobras. Caso Lula tenha sua condenação confirmada antes de agosto do ano que vem, começa a cumprir a sentença de nove anos e meio e fica de fora da disputa das eleições de 2018. Há chances de que isso ocorra antes de agosto, tendo em vista o adiantado estado do processo contra o petista no TRF-4.

Que Lula vive na mentira, a maioria dos brasileiros já sabe. O problema é o petista e seus aliados insistirem em algo que todos sabem que não vai dar em nada. É feio manipular a militância apenas para criar um clima de revolta quando sua condenação ocorrer e, com isso, tentar favorecer seu eventual substituto. O fato é que Lula e o PT não enganam mais a maioria dos brasileiros ou as autoridades. Engana apenas os militantes e ativistas da esquerda. Resta saber até quando Lula e o PT vão continuar insistindo na mentira. Se demorarem muito a reconhecer que o petista está fora do páreo, pode não dar tempo de alavancar outro nome. Haddad está ficando impaciente. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget