\imprensa Viva
.

Justiça nega desbloqueio dos R$ 16 milhões do inocentão. Tecnicamente, TRF-4 vê Lula como culpado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro



O ex-presidente Lula sofreu mais uma derrota na Justiça em sua cruzada para reaver o dinheiro bloqueado por determinação judicial com vistas a indenizar a Petrobras por desvios atribuídos ao petista. Nesta terça-feira, a oitava Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), com sede em Porto Alegre, negou mais um recurso da defesa de Lula para que fosse revertida a decisão do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba que, em julho, determinou um bloqueio de R$ 16 milhões em bens do petista.

Esta não é a primeira vez que Lula tenta colocar a mão no dinheiro antes do julgamento na Segunda Instância na ação em que foi condenado pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção no caso do triplex no Guarujá. O relator do caso no TRF4, desembargador João Pedro Gebran Neto, já havia rejeitado anteriormente o pedido de levantamento do bloqueio, por entender que a via escolhida para o recurso, um mandado de segurança, não era adequada.

Diante de mais uma negativa da Justiça em liberar os recursos bloqueados do ex-presidente, a situação do petista se torna cada vez mais delicada. Como caberá ao colegiado do próprio TRF-4 confirmar ou não a condenação proferida por Moro na primeira instância, dirigentes do PT veem como um péssimo sinal a dificuldade enfrentada por Lula para reverter a decisão sobre o bloqueio de seus R$ 16 milhões. Entre os recursos, além de imóveis e carros, constam R$ 606,7 mil em contas bancárias e mais de R$ 9 milhões em planos de previdência.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget