\imprensa Viva
.

Joesley Batista pode delatar a Globo e Janot para salvar acordo de leniência do grupo J&F



O empresário Joesley Batista está entre a cruz e a espada. Preso há mais de 70 dias pela Polícia Federal, acusado de crimes contra o sistema financeiro, o açougueiro goiano já teve seu acordo de delação suspenso e perdeu o prêmio máximo da impunidade total concedido pelo ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot e homologado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin.

Desde que foi preso, Joesley já colocou a venda boa parte de seu patrimônio pessoal e autorizou a venda de uma fatia significativa do grupo, como a Alpargatas (Havaianas) Eldorado Celulose e Vigor.  Tudo para salvar a A J&F, que teve prejuízos de mais de R$ 2 bilhões, desde a malfadada trama envolvendo seu acordo de delação premiadíssima.

Como não há nada de ruim que não possa piorar mais um pouco, o grupo J&F corre o risco de ter seu acordo de leniência rescindido pelo Ministério Público Federal (MPF), caso o empresário e seu irmão Wesley Batista sejam condenados no processo que os investiga por manipulação do mercado de ações e uso de informações privilegiadas. Um funcionário da Globo, o jornalista Lauro Jardim, foi o responsável pela divulgação do vazamento que instalou o caso no mercado financeiro e permitiu que Joesley e seu irmão faturassem milhões com ataques especulativos antecipados vendendo ações mais caras e comprando dólar barato, para depois inverter as operações.

Segundo o próprio O GLOBO, fontes com acesso ao acordo relataram que uma "janela de oportunidades" foi aberta para que os criminosos confessem seus delitos, o que evitaria a rescisão e a consequente perda de benefícios assegurados na leniência. Em caso de confissão, segundo essas fontes, o acordo seria apenas aditado, com reajustes em multas, prazos, juros e cláusulas em geral.

Neste cenário, Joesley teria que esclarecer detalhadamente qual foi o papel de Rodrigo Janot, de seus auxiliares diretos Marcelo Miller e Eduardo Pelella, Edson Fachin e o responsável pela receptação do material vazado para a Rede Globo. É fato que o grupo de comunicação divulgou uma transcrição falsa da gravação feita por Joesley com o presidente Michel Temer e usou este material para pedir a renúncia do chefe do executivo.

Longe de seus bilhões, de sua vida confortável e de sua adorável esposa, Joesley vive mais um drama na prisão: contempla a possibilidade de ver seu império ruir e ir parar nas mãos de vários concorrentes no Brasil e no exterior. Caso tenha de fato a oportunidade de se retratar perante as autoridades para tentar salvar o que restou de sua empresa, não há dúvidas de que o açougueiro oportunista e mau-caráter irá se apegar a qualquer possibilidade de minimizar os danos já sofridos até o momento. E não foram poucos.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget