\imprensa Viva
.

Janot deve fugir da CPMI da JBS. Depoimento do ex-procurador foi marcado para o dia 6 de dezembro



O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot deve evitar comparecer a frente do colegiado da CPMI da JBS, a comissão que investiga a delação premiada dos donos do grupo JBS com o Ministério Público da Federal. O depoimento de Janot está previsto para ocorrer no dia 6 de dezembro e tem como objetivo trazer esclarecimentos sobre a negociação feita pelo ex-PGR com os criminosos Joesley e Wesley Batista que resultou no escandaloso acordo de delação premiadíssima que garantiu imunidade eterna as açougueiros de Goáis.

O convite de Janot foi aprovado pela comissão no dia 21 de novembro, mas tudo indica que o ex-procurador não irá comparecer perante a Comissão, pois como não se trata de uma convocação, o ex-chefe do MPF não é obrigado a se apresentar para prestar esclarecimentos.

Esta semana, o ex-braço direito de Janot, Marcelo Miller, admitiu que houve muita lambança no acordo de delação dos donos da Friboi. Miller, que é suspeito de ter feito “jogo duplo” ao beneficiar os colaboradores da JBS na Procuradoria-Geral da República (PGR), à época sob o comando de Rodrigo Janot, chegou a embolsar R$ 450 mil pagos pelo escritório ligado à JBS.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget