\imprensa Viva
.

Adeus candidatura. Tribunal que vai julgar Lula na Segunda Instância aumenta pena de prisão de Vaccari para 24



O ex-presidente Lula pode ir dando adeus à sua candidatura natimorta. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) sinalizou que não vai ter moleza para o petista após ter julgado nesta terça-feira, 7, a apelação criminal do do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, entre outros.  Os desembargadores ignoraram o recurso do ex-tesoureiro e aumentou a pena de Vaccari em mais 10 anos, passando para 24 anos de prisão na Operação Lava Jato. As informações foram divulgadas pelo TRF4.

“Vaccari, direta ou indiretamente, em unidade de desígnios e de modo consciente e voluntário, em razão de sua posição no núcleo político por ele integrado, solicitou, aceitou e recebeu para si e para o Partido dos Trabalhadores os valores espúrios oferecidos pelo Grupo Keppel Fels e aceitos também pelos funcionários da Petrobras, agindo assim como beneficiário da corrupção.” anotou o desembargador federal João Pedro Gebran Neto, no julgamento desta terça-feira na Oitava Turma do TRF-4 que dobrou a pena


Vaccari teve a condenação por corrupção passiva confirmada pelo Tribunal, que entendeu que neste caso, os crimes de mesma natureza deixam de ser considerados como um só e passam a ser somados, resultando no aumento da pena.

Em seu parecer, o procurador regional da República Maurício Gotardo Gerum apontou a corrupção como a causa da falta de qualidade de vida existente no país. “Temos 13 milhões de analfabetos, infraestrutura urbana e segurança pública caóticas. Por que isso? Não temos guerras e nem fenômenos naturais com potencial destrutivo. A resposta está na corrupção”, analisou Gerum.

O procurador chamou a atenção para a importância dos julgamentos no TRF4. “Este tribunal não tomou conhecimento da parceria entre o poder público e o crime de colarinho branco. Não é exagerado dizer que a 8ª Turma vem parametrizando o combate à corrupção”. Gerum salientou que o colegiado tem sido pioneiro na execução da pena após a decisão de segundo grau.

Execução da Pena

A execução da pena poderá ser iniciada pelo juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba assim que passados os prazos para os recursos de embargos de declaração (2 dias) e de embargos infringentes (cabem no caso de julgamentos sem unanimidade, com prazo de 10 dias). Caso os recursos sejam impetrados pelas defesas, a execução só se dará após o julgamento desses recursos pelo tribunal.

O ex-presidente Lula será o próximo. Não vai ter moleza.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget