\imprensa Viva
.

Terrorista protegido de Lula e Dilma é preso tentando fugir para Bolívia. Battisti teme ser extraditado para Itália



O terrorista italiano Cesare Battisti foi preso pela Polícia Federal nesta quarta-feira, 04, na fronteira do Brasil com a Bolívia, na cidade de Corumbá (MS). Segundo a PF, tudo indica que o protegido de Lula pretendia fugir para o país vizinho, por portava  dinheiro em reais, dólares e euros, apurou a reportagem da Folha.

O italiano foi condenado em seu país à prisão perpétua por quatro assassinatos nos anos 70, quando integrava o partido Proletários Armados para o Comunismo, grupo de extrema esquerda.

Battisti fugiu da Itália e, em 2004, veio para o Brasil. Foi preso em 2007 e, em 2009, o STF autorizou a extradição, que foi negada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2010, no último dia de seu governo.

A Itália reformulou o pedido de extradição durante o governo Dilma, mas a petista negou. Agora, o país Europeu negociava com o governo Temer a extradição do terrorista. Condenado à prisão perpétua na Itália e mantido no Brasil após decisão do ex-presidente Lula, o terrorista italiano Cesare Battisti temia perder o direito de permanecer no país. Há uma semana, o governo da Itália apresentou em sigilo um pedido para que o presidente Michel Temer reveja a decisão de Lula que garantira a Battisti residência em território brasileiro, pedindo a extradição do terrorista para cumprir a pena em seu país de origem.

Battisti foi condenado à revelia em seu país, com pena de prisão perpétua, pelo assassinato de quatro pessoas entre 1977 e 1979. Na época, ele integrava a organização Proletários Armados Pelo Comunismo.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget