\imprensa Viva
.

Temer dá aval a sanções da ONU contra a Coreia do Norte e ao ditador Kim Jong-un



O presidente Michel Temer assinou decreto na noite de hoje (16) ratificando a Resolução 2371 da Organização das Nações Unidas (ONU), que impõe sanções à Coreia do Norte devido ao programa nuclear do país. A resolução foi assinada em 5 de agosto pelo Conselho de Segurança da ONU e proíbe investimentos na Coreia do Norte, além de impor a não renovação de vistos de trabalho para norte-coreanos. Além disso, o Brasil também não poderá comercializar produtos como minério de ferro, chumbo e frutos do mar.

O texto aprovado também frisa que os governos devem proibir a seus cidadãos iniciar novos negócios com entidades ou cidadãos da Coreia do Norte e, com certas exceções, expandir os já existentes.

As sanções da ONU à Coreia do Norte podem reduzir em até US$ 1 bilhão por ano o faturamento que o país obtém com suas exportações. A resolução é uma resposta da comunidade internacional aos testes nucleares realizados pelo regime de Kim Jong-un.

Poucos no Brasil sabem, mas o presidente Michel Temer foi o primeiro a assinar na ONU o manifesto da Campanha Internacional para a Abolição de Armas Nucleares, uma associação de organizações não governamentais de 101 países, que recebeu o Prêmio Nobel da Paz no último dia 06 de Outubro. Temer parabenizou a campanha e afirmou que “O prêmio é justo reconhecimento por seus esforços incansáveis em favor de um mundo livre de armas nucleares”, disse o presidente, em vídeo divulgado nas redes sociais nesta tarde.

Temer citou ainda o Tratado sobre a Proibição de Armas Nucleares como um dos resultados alcançados em prol de um mundo sem esse tipo de ameaça. Temer assinou o tratado no dia 20 de setembro. O acordo impede que os Estados-Parte desenvolvam, testem, produzam, adquiram, tenham ou estoquem armas nucleares ou qualquer outro dispositivo nuclear explosivo.

O tratado que rendeu o Prêmio Nobel da Paz à Organização teve o ponte-pé inicial do presidente Brasileiro, que foi seguido por nada menos que 122 países, exceto as potências nucleares como Rússia, Estados Unidos e Coreia do Norte.



Com informações da Agência Brasil
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget