\imprensa Viva
.

Se fraude que levou o Brasil à ruína fosse crime, Lula e Dilma já teriam sido condenados, diz Wall Street Journal



O jornal americano Wall Street Journal mão poupou os ex-presidentes Lula e Dilma em um duro editorial publicado neste final de semana, redigido por Mary Anastasia O'Grady, uma de suas principais editoras. Numa tradução livre, a matéria chama a atenção sobre como Lula e Dilma "Enganaram o Mundo", quando deixaram o poder com inflação próxima de 10%, dois anos de contração econômica e diversos escândalos de corrupção", diz ela.

E é nesse contexto que O'Grady fala sobre Lula: em 2009, o petista estava no comando há mais de seis anos e era para o mundo algo como um "rock star". Sua retórica denegria o liberalismo econômico da década de 1990, "enquanto mostrava um novo e melhorado tipo de socialismo com um toque de samba", diz a publicação. O WSJ afirma que grande parte da região comprou a versão do grande governo sob o comando de "Lula 2.0", enquanto preocupações sobre o retorno do populismo da esquerda latino-americana pareciam menores com as garantias de que desta vez seria diferente. Isso porque Lula era um homem da esquerda, mas não era Hugo Chávez. A The Economist destacou em 2009 o "Brasil decolando", com a previsão da PWC de que São Paulo seria a quinta cidade mais rica do mundo em 2025 e que o Brasil seria uma superpotência mundial.

Após dois anos, Lula deixou o cargo e foi substituído por Dilma Rousseff, que deu prosseguimento à gestão temerária que levou o país a bancarrota.

"O mundo parece atordoado, mas não deveria estar. O Rio é um microcosmo do Brasil de Lula, onde a burocracia dirige de cima para baixo e os seres humanos são olhados depois. A única coisa que falta na analogia com o Rio é a corrupção que floresceu no âmbito federal durante 14 anos de governo do PT", diz a editora. .

"Enquanto Lula e Dilma buscaram vender o Brasil como um jogador de classe mundial, pouco fizeram para reduzir o fardo do governo sobre os empresários", diz o jornal, citando o estudo de 2016 do Banco Mundial "Doing Business" em que classifica o Brasil na posição 174 entre os piores lugares para se começar um negócio entre 189 países. A publicação lembra ainda que o impeachment da ex-presidente não foi por acaso, após terem praticado um golpe tão covarde contra uma nação. Lula e Dilma foram denunciados por organização criminosa e que Lula foi condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

"Se a fraude política para levar uma nação para a ruína fosse crime, ambos já teriam sido condenados", finaliza.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget