\imprensa Viva
.

Por que a Globo questiona a transferência de Sérgio Cabral para um presídio federal no Mato Grosso do Sul?



Qual seria o interesse da Globo em questionar a transferência do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, para um presídio federal no Mato Grosso do Sul? O jornal O GLOBO convocou um time de 'especialistas' para questionar a decisão do juiz Marcelo Bretas, da 7ª vara Federal Criminal do Rio. O magistrado entendeu que foi ameaçado por Cabral durante audiência na última segunda-feira, quando o ex-governador do Rio afirmou que sabia que a família de Bretas tinha uma loja de bijuteria no Rio. Logo em seguida, Cabral falou que "aqui tem que ter respeito".

O irmão do juiz da Lava Jato do Rio, Márcio Bretas, confirmou em entrevista ao próprio jornal O GLOBO que se sentiu ameaçado: "Depois da audiência, o Marcelo (Bretas) enviou uma mensagem para os irmãos pedindo para mantermos a calma, mas redobrarmos a atenção. Quem está de fora pode não entender, mas a gente recebeu a menção como uma ameaça clara. Hoje eu estou olhando mais para os lados, estou receoso. Mesmo preso, ele ainda é poderoso. Talvez seja uma ameaça branca, mas não tem como saber", afirmou Márcio, o dono da loja de bijuterias na Saara, região central do Rio, mencionada por Cabral.

O pedido de transferência foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF). Por meio de sua defesa, Cabral entrou com um recurso para evitar a transferência, mas o desembargador Abel Gomes, relator das investigações da Lava-Jato no Rio no Tribunal Regional Federal da 2ª Região, negou pedido liminar apresentado por Cabral. Gomes declarou que também enxergou motivos suficientes para justificar a transferência.

Mas pelo visto, apesar da opinião do juiz Marcelo Bretas, do Ministério Público Federal e do desembargador Abel Gomes, a Globo também parece não concordar com a transferência de Cabral para um presidio tão distante do Rio. Na matéria "Especialistas veem polêmica na decisão de Bretas de transferir Cabral" os especialistas 'divergentes' ouvidos pelo O GLOBO, a fala de Cabral não caracteriza ameaça que justifique transferência para fora do Rio. Estranhamente, a reportagem não ouviu ninguém que concordasse com o juiz, o MPF e o desembargador, responsáveis pelas investigações e condução dos processos da Lava-Jato no Rio.

O abismo entre as opiniões da Globo, de seus profissionais e as da sociedade parece cada vez maior. A emissora, que trata um criminoso condenado como Lula como candidato à Presidência, é a mesma que tentou derrubar o presidente Michel Temer por meio de uma transcrição falsa da conversa do açougueiro criminoso Joesley Batista. A Globo também tem atacado o serviço da Polícia, das Forças Armadas nas favelas cariocas, exaltado a criminalidade em suas novelas e defendido exposições em museus que expõem crianças a homens nus e cenas que podem ser associadas à pedofilia. Tempos estranhos desde o surgimento da gravação com a denúncia do 'avermelhamento' da Globo.

Confira aqui a reportagem do GLOBO.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget