\imprensa Viva
.

Nem com aparato do Estado, Lula escapa de xingamentos em Belo Horizonte. Imprensa internacional cobre vexame



O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), colocou todo o aparato do estado e montou um forte esquema de segurança para impedir que manifestantes chegassem perto do ex-presidente Lula no encerramento de sua caravana em Belo Horizonte nesta segunda-feria, 30. Pimentel deu folga a centenas de servidores em troca do compromisso de comparecer ao ato de Lula.

Apesar dos esforços do governador para manter os manifestantes bem longe do palanque montado na praça da Estação, a 600 m dali, na praça Sete, centenas de pessoas se reuniram para manifestar seu descontentamento com a presença do petista na capital mineira. Os manifestantes levaram um boneco inflável enorme do Pixuleko, que representa Lula como um presidiário. Todos os motoristas que passavam pelo local no sentido praça da Estação iam buzinando seus carros até o ponto em que Lula falava. Um grupo de repórteres estrangeiros que passava pelo local chegou a demonstrar entusiasmo com as brincadeiras e perguntaram aos manifestantes se aquilo era um carnaval.

- Não. É o Luladrão, respondeu um dos manifestantes.

Correspondentes de jornais da Alemanha, França e Itália sacaram suas câmeras e registraram boa parte dos protestos.

Pelas ruas, milhares de transeuntes ávidos para se deparar com o petista e saudá-lo como os demais mineiros fizeram ao longo da caravana. Lula foi chamado de ladrão por multidões em Ipatinga, Governador Valadares, Teófilo Otoni, Padre Paraíso, Itaobim, Montes Claros e Belo Horizonte. 
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget