\imprensa Viva
.

Moro autoriza PF e MPF a usar arquivos da Odebrecht em inquéritos sobre palestras de Lula e do sítio em Atibaia



Após as derrotas da defesa do ex-presidente Lula de impedir que os arquivos completos sobre as delações da Odebrecht e do sistema de propina da empresa, o juiz federal Sergio Moro autorizou que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal a usar os arquivos nas investigações que pesam contra o petista.

Moro autorizou nesta terça-feira, 31, que a PF e o MPF usem os depoimentos prestados por executivos da Odebrecht sobre pagamentos irregulares ao ex-presidente Lula por meio da contratação dele para realização de palestras, além das reformas no sítio de Atibaia, e a aquisição de um imóvel para o Instituto Lula.

A partir de agora, os integrantes da força-tarefa da Lava Jato poderão anexar os depoimentos dos delatores da Odebrecht aos processos que ainda estão em fase de conclusão contra Lula.

A Polícia Federal já havia pedido autorização para usar o material na instrução do inquérito aberto para investigar pagamentos indevidos e lavagem de dinheiro relacionados à LILS Palestras e ao ex-presidente, empresa que recebe os pagamentos pelas palestras realizadas por Lula.

O pedido da PF indica que o ex-presidente também poderá ser denunciado pelos valores que recebeu pela realização de palestras para a Odebrecht. A defesa de Lula nega todas as acusações.

"Assim, ante a manifestação convergente das autoridades responsáveis pelo procedimento investigatório, defiro o requerido e autorizo a utilização das provas e elementos probatórios destes autos para instrução das investigações encetadas no âmbito do inquérito policial", decidiu Moro.

O ex-presidente Lula acusou o juiz Sérgio Moro de querer prendê-lo.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget