\imprensa Viva
.

Lula se tornou um indigente para chefes de estado em todo mundo. Autoridades se recusam a receber o petista



Condenado por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, com mais de R$ 9.6 milhões em propina bloqueados na Justiça, o ex-presidente Lula está prestes ser condenado em mais uma das seis ações penais em que se tornou réu apenas neste ano. O petista ainda foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal como chefe da organização criminosa que assaltou os cofres públicos ao longo da última década e meia. Na mesma denúncia, outros cúmplices de Lula figuram como integrantes da mesma organização, como a ex-presidente Dilma Rousseff, a Senadora Gleisi Hoffmann e seu marido Paulo Bernardo, e os ex-ministros Edinho Silva, Guido Mantega e Antonio Palocci.

No passado, apesar da corrupção endêmica nos governos petistas, a imprensa internacional até que chegou a dar algum crédito ao ex-presidente, que conseguiu vender ao mundo a imagem de exemplo do combate a miséria. Mas na medida em que o o nome do petista aparecia envolvido em novas denúncias em esquemas criminosos de lavagem de dinheiro, tráfico de influência internacional  e organização criminosa, o entusiasmo da imprensa estrangeira cedeu lugar a desconfiança.

Em poucos meses, Lula teve praticamente todos os seus amigos empresários, ex-ministros e tesoureiros de seu partido presos por esquemas de corrupção. Para completar o desencanto do resto do mundo com o petista, Lula e seus familiares se tornaram alvos de várias ações penais e passaram a figurar como réus em vários processos.

Chefes de Estado de todo o mundo não atendem mais as ligações de Lula e instruíram seus auxiliares a darem sumiço nas fotos em que aparecem ao lado do petista. Entidades internacionais ligadas a sindicatos e organizações identificadas com projetos sociais cancelaram convites feitos ao petista ainda nos anos de 2014 e 2015 programados para o ano passado e este ano.

Desde então, as manchetes sobre Lula ao redor do mundo noticiam apenas seus novos inquéritos e investigações em curso. "Se ninguém vai chorar no Brasil, imagine no exterior?"

Segundo analistas estrangeiros, o mundo já aguarda o momento da prisão de Lula. Não há como duvidar de centenas de autoridades, da constituição e dos sistema judiciário brasileiros para dar crédito a alguém com tantas acusações. O juiz Sérgio Moro, por exemplo, é uma autoridade respeitada e admirada em todo o mundo. Já figurou como personalidade mais influente do mundo em revistas como a Forbes e a Fortune. É uma pessoa competente até mesmo para os mais altos padrões internacionais e membro da elite mundial de especialistas em crimes de lavagem de dinheiro.

Já o ex-presidente Lula, embora tenha se relacionado com Chefes de Estado em todo o mundo, acabou se identificando com a escória de ditadores corruptos, como Fidel e Raul Castro, Hugo Chávez e Nicolás Maduro e outros ditadores africanos. A imagem do ex-presidente sofreu um profundo desgaste internacional nos últimos anos. Agora, após condenado por crimes vergonhoso, perdeu completamente o respeito no resto do mundo. Não há mais como mendigar moral.
_____________
__________

Postar um comentário

Todas as notícias

Siga no Facebook

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget